Mais de 2,8 mil passageiros foram testados para detecção de Covid-19 em Manaus

Foto: Herick Pereira / Secom

A operação de testagens para detecção de Covid-19 no aeroporto Internacional Eduardo Gomes e no Porto de Manaus já realizou 2.876 exames para identificação de casos de Covid-19. Destes, 1.875 em passageiros desembarcados de voos que chegaram à capital por via aérea e 1.001 testes em passageiros que chegaram por via fluvial.

Nesta atualização do balanço, houve a detecção de três novos resultados positivos no Aeroporto Eduardo Gomes, totalizando cinco casos, ou 0,27% dos testes no local.

A estratégia é uma ação da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) em parceria com Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa/Manaus) e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Os três novos passageiros, detectados com Covid-19, foram identificados entre os dias 19 e 27 de junho. O primeiro foi um homem de 25 anos, vindo de Coari (a 363 quilômetros de Manaus) no dia 19; no dia 26, uma mulher de 32 anos chegou em um voo de Fortaleza, no Ceará; o terceiro foi um homem de 41 anos, procedente de Belém, no Pará, no dia 27.

Os três passageiros apresentaram coriza, febre, mialgia (dor muscular) e sintomas gerais semelhantes a resfriado.

Com a detecção desses três casos, subiu para cinco os passageiros confirmados com a infecção durante a operação de testagens. Outros dois homens, de 29 e 31 anos, haviam testado positivo nos dias 8 e 10 de junho, ambos em voos procedentes de São Paulo.

Sequenciamento genético – As amostras dos casos detectados foram encaminhadas para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz Amazônia) para realização de sequenciamento genético de variantes do novo coronavírus. A FVS-AM aguarda o resultado dessas análises dos passageiros contaminados.

O diretor-presidente da FVS-AM, Cristiano Fernandes, aponta que a operação de testagens é uma ferramenta importante para o monitoramento do cenário epidemiológico da Covid-19 no estado. “Os técnicos estão a postos para atender os passageiros que estão desembarcando, explicando a necessidade da realização do teste e do rastreio de novas variantes dentro do Estado”, afirmou.

Monitoramento – Os passageiros positivos para Covid-19 são monitorados e, segundo a coordenadora da operação de testagens, enfermeira Evelyn Cesar, não houve casos secundários de detecção da infecção em familiares dos passageiros.

As fichas de notificação dos exames são encaminhadas para a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), para realização de inserção no sistema de notificação oficial do Ministério da Saúde para fins estatísticos e de monitoramento de casos.

Números – No Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, a operação iniciou no dia 31 e maio. Até o dia 27 de junho, já haviam sido realizados 693 testes de antígeno e 1.182 coletas de amostras nasofaríngeas para RT-PCR.

Já no Porto de Manaus, a operação iniciou em 8 de junho e, até 27 de junho, já haviam sido realizados 1.001 testes, sendo 787 de antígeno e 214 coletas de amostras nasofaríngeas para RT-PCR. Todos os examinados apresentaram resultado negativo para Covid-19.

A investigação dos casos positivos para Covid-19 é realizada pelo Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde Municipal (Cievs Manaus) da Semsa.

Operação – A operação de testagens envolve o rastreio dos passageiros dos voos e dos familiares e contatos diretos dos casos positivos. O monitoramento é realizado pelo período de 14 dias contando do dia em que foi detectado o caso. Todos os casos positivos detectados por meio do teste de antígeno foram confirmados pelo resultado do RT-PCR.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui