Maratona ‘Te Sai, Covid’ encerra nesta sexta-feira

Foto: Reprodução

Cerca de 130 adolescentes e jovens de Belém e Gurupá, no Pará, e Manaus, no Amazonas, foram distribuídos em equipes para cumprir uma série de missões de combate ao novo coronavírus, na Maratona “Te Sai, Covid”. E nesta sexta-feira, 21, às 16h (horário de Brasília), ocorre a live de reconhecimento e premiação, com o anúncio das equipes que se destacaram durante a iniciativa. A transmissão será pelo canal do YouTube, no perfil do Instituto Peabiru, e na página do Facebook (https://fb.me/e/1jB2cMTyy).

A Maratona tem foco na promoção da prática da higienização das mãos e dos demais comportamentos-chaves de prevenção para o combate e controle da Covid-19, e faz parte da programação do projeto-piloto “Te Sai, Covid”, uma realização do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), em parceria técnica com o Instituto Peabiru. O projeto teve início em fevereiro deste ano, em bairros estratégicos localizados nos municípios de Manaus, no Amazonas, em Belém e Gurupá, no Pará.

A live, que será comandada pela equipe do Instituto Peabiru, contará com a presença de Rayanne Franca, Oficial para o Desenvolvimento e Participação de Adolescentes do UNICEF Brasil, a qual fará o anúncio das equipes premiadas. Somente uma equipe em cada território levará a premiação, mas todos os participantes receberão certificado de participação e camisa do projeto. Para as equipes contempladas, cada membro vai ganhar: uma camisa do projeto, certificado, arte de divulgação nas redes sociais, uma recarga de crédito e um gift card para aplicativos e jogos, além de kits de higiene.

Devido ao atual cenário de pandemia, a Maratona Te Sai Covid foi realizada em formato virtual, de 20 de abril a 19 de maio. Após a inscrição na maratona, cada um dos participantes convidou mais um adolescente ou jovem para integrar a iniciativa. Em seguida, formaram as equipes e nomearam os grupos. Depois de uma semana, 128 meninos e meninas estavam divididos em 21 equipes em Manaus, Belém e Gurupá.

Desde fevereiro, a iniciativa vem sendo implementada como projeto-piloto em três municípios da região Norte: Manaus, no Amazonas, Belém e Gurupá, no Pará. O objetivo é sensibilizar adolescentes, pais, mães, cuidadores, professores e lideranças comunitárias a se tornarem agentes multiplicadores de boas práticas relacionadas à Covid-19.

Ao total, foram promovidos 14 diálogos, os quais contaram com cerca de 400 participantes, sendo que mais de 200 foram de adolescentes e jovens. O projeto também desenvolveu atividades com pais, mães, cuidadores, professores e lideranças comunitárias, para que sejam agentes de mudança em seus respectivos locais de atuação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui