“Merenda em Casa” chega a comunidades ribeirinhas do Puraquequara

Foto: Cleudilon Passarinho

Barco alugado pela Secretaria de Estado de Educação e Desporto fez sua primeira parada na comunidade Igarapé da Floresta, na quinta-feira (04/06), no bairro Puraquequara, zona rural de Manaus, para deixar o kit do “Merenda em Casa” ao estudante Pablo Ribeiro, de 11 anos. Ao ver o barco se aproximando, o menino deu mais de um salto no rio e, em seguida, foi chamar a mãe, Cláudia Bandeira, para receber os insumos.

Pablo é um dos 70 alunos da Escola de Estadual de Tempo Integral (Eeti) Irmã Gabrielle Cogels que receberam o benefício do “Merenda em Casa” por embarcação. Ele e os colegas estão espalhados nas comunidades Santa Luzia, Boa Vista, Jatuarana, Menino Jesus e Igarapé da Floresta. No total, a escola, que recentemente completou dez anos, tem 500 alunos matriculados e com direito ao kit.

Foto: Cleudilon Passarinho

A 15 minutos da primeira parada, a equipe da Secretaria de Educação chegou à casa de Gustavo Henrique, também de 11 anos. Lá, ele e outros nove vizinhos alunos da rede pública aguardavam a entrega do benefício.

Mãe de Gustavo, a dona de casa Patrícia Souza diz que o filho faz de três a quatro refeições na escola e que ficou feliz ao saber que tinha direito a receber os mantimentos para auxiliar no período de suspensão de aulas presenciais.

Foto: Cleudilon Passarinho

Os kits do “Merenda em Casa” seguem um padrão e são compostos por: feijão, arroz, macarrão, açúcar, leite em pó, achocolatado, enlatados, farinha e um pacote de biscoito doce e outro salgado. Os itens seriam usados na alimentação escolar dos alunos, porém, devido à suspensão de aulas presenciais motivada pela pandemia do Covid-19, os produtos foram destinados aos estudantes, para auxiliar as famílias. Cada estudante tem direito a um kit.

Na capital, 220 mil alunos da rede pública estão recebendo, em suas residências, os kits do “Merenda em Casa”. Em um mês, foram mais de 150 mil kits entregues em todas as zonas da cidade. O trabalho envolve coordenadores, gestores e equipes administrativas das escolas, além dos setores de logística, transporte, nutrição e gestão da Secretaria de Educação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui