Moradores do Prosamim são capacitados com curso de Libras

Fotos: Tiago Corrêa (UGPE)

Um grupo de 23 moradores do Parque Residencial Liberdade, no bairro Morro da Liberdade, zona sul de Manaus, concluíram nesta segunda-feira (23/09) o curso de Língua Brasileira de Sinais (Libras) com uma aula prática de interpretação musical. O curso foi ministrado durante dois meses no escritório administrativo do residencial onde os alunos aprenderam a história, o alfabeto e sinais mais utilizados na comunicação.

Os cursos oferecidos aos moradores do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim) são resultados de uma parceria com o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), que disponibilizam um extenso calendário de cursos durante o ano com o objetivo de capacitar e profissionalizar os moradores dos residenciais Prosamim e do seu entorno.

O professor do Cetam Antônio Borges afirma que os alunos tiveram um bom aproveitamento das disciplinas para exercerem uma boa comunicação. “Os alunos saem preparados para se comunicar com qualquer pessoa com deficiência auditiva, podendo auxiliá-los no trabalho ou em uma situação rotineira que necessite de comunicação”.

A moradora do entorno Stephanie Cunha afirma que o curso é uma qualificação que ela irá levar para toda a vida. “É uma nova forma de se comunicar e eu aprendi muito e quero poder ajudar as pessoas com deficiência auditiva a se comunicarem no dia a dia”, disse a estudante que aguardar ansiosa o curso avançado de Libras.

Fotos: Tiago Corrêa (UGPE)

O aluno Robson Fernandes tem deficiência auditiva e trouxe um irmão e a tia para aprenderem Libras para melhorar a comunicação entre os familiares. O jovem teve sua entrevista traduzida pelo próprio professor. Robson afirmou que o curso foi proveitoso para seus familiares terem conhecimento da língua de sinais.

“Os cursos oferecidos no Prosamim têm o objetivo de profissionalizar a comunidade para gerar oportunidade de capacitação profissional e ocupação aos moradores dos residenciais do programa”, destacou a subcoordenadora do social do Prosamim, Viviane Alves.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui