Moradores querem que prefeitura conserte rua em Itamarati

Foto: Reprodução

Cansados dos transtornos causados pelas péssimas qualidades de uma rua, moradores de Itamarati (a 987 quilômetros de Manaus) recorreram ao Ministério Público do Amazonas (MPAM). Eles querem que a prefeitura conserte a via.

Conforme recomendação do órgão ministerial, a prefeitura deverá apresentar soluções, ainda que provisórias, para evitar danos ou riscos à saúde pública e à segurança e a minimizar os impactos ambientais, além da segurança da rua Beira Rio. Em caso de descumprimento, haverá multa diária de R$ 1 mil.

Segundo o MPAM, o município é obrigado a apresentar um plano/projeto com objetivo de solucionar o problema de escoamento das águas do esgoto e das chuvas da rua Beira Rio, especialmente em relação aos alagamentos, levando em conta a ausência de captação e tratamento de esgoto, trazendo um problema ambiental. O problema da rua já dura aproximadamente seis anos.

No local, falta saneamento básico, resultando em transtornos à população e ao meio ambiente, tais como odor fétido, empoçamento de esgoto, proliferação de insetos e doenças contagiosas, bem como contaminação de lençol freático da cidade e danos materiais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui