Moro pediu para o TSE deixar impune a corrupção da senadora ‘Moro de Saia’

Foto: Reprodução

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, tentou fazer lobby para absolver senadora que foi cassada por corrupção, revelou reportagem da revista Época. Segundo a revista, ele visitou integrantes do Tribunal Superior Eleitoral para tentar convencê-los de não cassar o mandato da senadora Selma Arruda e mandar às favas a lei.

Segundo reportagem da revista Época, Moro percorreu os gabinetes dos ministros defendendo que Selma “era uma pessoas séria e honesta!. Mas o seu discurso não convenceu o colegiado que decidiu pela cassação da senadora e ex-juíza conhecida como “Moro de saias”.

Apesar de condenar o ex-presidente Lula com base em “indícios” frágeis e sem provas, Moro dizia que contra a senadora os indícios eram , na verdade, “equívocos” e, portanto, ela não merecia perder o mandato. Moro já defendeu no Congresso Nacional que o importante não é a lei, mas a interpretação do juiz. Ele se posicionou contra a punição de juízes que violam a legislação ao dar interpretação à revelia da legislação.

Mas de acordo com o processo, a“Moro de saia” recebeu R$ 1,2 milhão em transferências bancárias de um de seus suplentes, Gilberto Possamai, em abril e julho de 2018 e não teria declarado o dinheiro à Justiça Eleitoral, o que caracteriza caixa dois.

O ministro Luís Roberto Barroso foi um dos que disse que tinha certo apreço pela ex-juíza, mas diante das provas votou pela cassação. (247/Carta Campinas)

Fonte: Carta Campinas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui