Mortes de defensores de direitos humanos na Colômbia preocupam UE

Presidente Juan Pablo, da Colômbia/Foto: Reuters

A União Europeia (UE) manifestou, hoje, quarta-feira (16), preocupação ao governo colombiano pelos recentes homicídios de defensores dos direitos humanos e líderes de comunidades ocorridos no país.
A UE e as embaixadas dos seus Estados-membros na Colômbia pediram às autoridades do país sul-americano que todos os homicídios sejam esclarecidos e que os responsáveis sejam levados à Justiça, diz um comunicado citado pela agência Efe.

Os 28 países-membros da UE, a Suíça e a Noruega juntaram-se às vozes que têm condenado as mortes violentas de William Castillo, Klaus Zapata, Willar Alexander Oime, Hernando Pérez e Marisela Tombé, ocorridas nos últimos dias.

Os Estados europeus também saudaram a iniciativa do presidente colombiano, Juan Manuel Santos, que pediu ao Ministério Público para agilizar os processos abertos sobre esses casos.(Agência Brasil)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui