Motoristas da Colômbia fecham fronteira com o Brasil

A cidade de Letícia faz fronteira com o Brasil em Tabatinga/Foto: Divulgação

A cidade de Letícia, que faz fronteira com o Brasil, foi fechada às 8h desta quinta-feira (18) pelos motoristas de transporte público, Tuck – Tuck, combis e caminhões.

Segundo o presidente de uma das associações de transporte público de Tuck-Tuck (Triciclo), Luis Afonso Marques, eles fecharam a fronteira devido à uma taxa de R$ 600 anuais, cobrados pela Prefeitura de Tabatinga para a circulação dentro do município.

Ele afirma que o preço está alto e que isso nunca aconteceu na fronteira. E espera que as autoridades dos dois países negociem o preço da taxa cobrada.

O fechamento foi devido à uma taxa cobrada de R$ 600 anuais/Foto: Divulgação

Alguns populares não concordam com o fechamento da fronteira, porque as duas cidades dependem uma da outra, para o comércio e a mobilidade urbana.

Após reunião entre os prefeitos de Tabatinga e de Letícia a fronteira entre Brasil e Colômbia foi reaberta.

A reunião aconteceu no prédio da Prefeitura de Tabatinga entre as duas autoridades. O encontro que foi as portas fechadas durou cerca de uma hora.

A fronteira foi reaberta por volta das 11h/Foto: Divulgação

Segundo o prefeito de Letícia José Araújo, o prefeito de Tabatinga Saul Nunes Bermeguy concordou em suspender a medida da cobrança de taxa para os Tuk-tuk, combis (coletivo) caminhões por alguns dias, até que marquem outra reunião entre as autoridades para tomarem novas decisões.

Saul Nunes Bermeguy disse que vai continuar defendendo os moto-taxistas, taxistas, que se acham prejudicados com a entrada de tuk -tuk, mas resolveu por enquanto suspender as cobranças e serem revistas o preço cobrado.

Com essa decisão, a fronteira foi reaberta por volta das 11h. Com a entrada e saída dos colombianos e brasileiros restabelecido.

Fonte: EBC

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui