Movimentos sociais a favor de Lula Livre

Lula,cercado por apaoiadores em Curitiba (Paulo Whitaker/Reuters)

Entidades e movimentos sociais programaram manifestações em todo o Brasil em função do julgamento do pedido de habeas corpus preventivo do ex-presidente Lula nesta quarta-feira (4). 

O movimento “Levante Popular da Juventude”, CUT, sindicatos e o PT Amazonas realizam um ato de protesto às 13h em frente ao prédio da Justiça Federal com o mote “O povo quer Lula livre”, a exemplo de manifestações programadas para hoje em várias capitais do País. Nesta quarta-feira, o Supremo Tribunal Federal (STF) volta a analisar o habeas corpus preventivo do ex-presidente Lula, que tenta evitar a prisão dele.

Lula,cercado por apaoiadores em Curitiba (Paulo Whitaker/Reuters)

Expectativa

Embora haja grande pressão sobre o STF por parte de procuradores da República que atuam na Lava-Jato, a expectativa, na imprensa nacional e no meio jurídico, é que cinco ministros votem a favor de Lula e outros cinco contra.

A imprensa especializada na cobertura do STF indica que o voto decisivo deve ser o da ministra Rosa Weber, que tem se posicionado em sentenças anteriores de forma contrária à prisão em segunda instância, quando ainda há possibilidade de recursos.

Segundo o deputado Estadual José Ricardo (PT), será “absurdo” se o Supremo não aceitar o habeas corpus. “A Constituição é muito clara, e diz que ninguém é culpado até sentencia condenatória com trânsito em julgado.” Ze Ricardo diz que existe hoje no Brasil uma tentativa de impedir a presença de Lula na cena política por meio de um “sistema judicial partidarizado”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui