Municípios da Amazônia recebem reconhecimento público da Unicef

Foto: Reprodução

Cento e sessenta municípios da Amazônia recebem, nesta quinta-feira (17), o reconhecimento público do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime).

Os municípios da Amazônia Legal Brasileira que fazem parte do Selo UNICEF (2017-2020) e que alcançaram a meta de (re)matrículas da Busca Ativa Escolar, estratégia para o enfrentamento da exclusão escolar que vem sendo implementada de norte a sul do Brasil.

Nos nove estados que compõem o território da Amazônia Legal Brasileira, 160 municípios cumpriram a meta de (re)matrículas estipuladas com base nos dados do Censo Escolar (INEP/MEC) e garantiram acesso à educação para mais de 21 mil crianças e adolescentes. Em todo o país, 672 municípios receberão o reconhecimento público.

“Ao fortalecer uma série de ações integradas e focadas na garantia do direito à educação, esses municípios conseguiram fazer uma diferença enorme na vida de meninos e meninas que, até então, estavam excluídos do processo de aprendizagem e do acesso à educação formal”, enfatizou a coordenadora do Unicef para a Amazônia Legal Brasileira, Anyoli Sanabria.

Estar na escola, aprendendo, é essencial para meninas e meninos. Nestes quatro anos, 90% (1.735) dos municípios da Amazônia Legal e do Semiárido Brasileiro que participaram do Selo Unicef implementaram a estratégia Busca Ativa Escolar, indo atrás de cada criança e adolescente que estava fora da escola e tomando as medidas necessárias para a (re)matrícula e a manutenção da sua aprendizagem.

Além disso, 573 municípios realizaram ações para diminuir o número de crianças e adolescentes com dois ou mais anos de atraso escolar. E outros 683 capacitaram professores sobre inclusão de crianças e adolescentes com deficiência, por meio de práticas de esporte educacional seguro e inclusivo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui