National Pro de Jiu-Jítsu começa amanhã (09) com o Seminário ´Segredo dos Campeões´

Grandes duelos no National Jiu-Jítsu/Foto: Antonio Lima

Será realizado nos dias 11 e 12 próximos, sábado e domingo, o National Pro de Jiu-Jítsu na Arena Amadeu Teixeira, a partir das 09h00, mas, antes mesmo do tatame esquentar com a competição que vale vaga para o Abu Dhabi World Pro, acontece o seminário “Segredo dos Campeões” amanhã, quinta-feira (09), também no ginásio poliesportivo da Loris Cordovil.
O Seminário, que inicia às 19h00, faz parte da programação do evento nacional e vai contar com duas lendas da arte suave: Zé Mário Sperry e Sérgio Penha. Previsto anteriormente, o Embaixador do UFC e ex-campeão da organização, Rodrigo Minotauro, não poderá comparecer.

“Estava ansioso pela chegada do National Pro e também para sentir de perto o calor do povo manauara.  Mas infelizmente não poderei comparecer ao evento, uma vez que o UFC marcou o retorno do Anderson Silva para a mesma data. Terei que ir para New York representar o Ultimate e cumprir minhas obrigações como embaixador da organização no Brasil. Mas mesmo distante estarei dando toda a força necessária para a Federação Brasileira de Jiu-Jítsu e torcendo pelo sucesso do torneio”, disse Minotauro.

Grandes duelos no National Jiu-Jítsu/Foto: Antonio Lima
Atletas de primeira qualidade estarão no tatame/Foto: Antonio Lima

Zé Mário Sperry iniciou no mundo da luta aos cinco anos de idade, no judô especificadamente. Na adolescência, ele foi cria da lendária academia Carlson Gracie, em Copacabana, e conquistou o ouro no primeiro Mundial de Jiu-Jítsu da história pela categoria pesadíssimo. O lutador tambem se destacou ao conquistar a primeira edição do ADCC, em 1998, na categoria até 99kg e na absoluto. Durante sua carreira, colecionou passagem por equipes que contavam com referências do esporte, como Libório, Bustamante, Marcos Conan, Wallid, Belfort e foi um dos fundadores da Brazilian Top Team (BTT). Atualmente, ele mora em Miami.

Nascido no Rio de Janeiro, Sérgio Penha tentou enveredar pelo vôlei de praia e natação quando muito jovem, mas se identificou mesmo foi com a arte suave. Considerado um prodígio do Jiu-Jítsu durante a década de 1980, Penha também é reconhecido como um dos principais aperfeiçoadores da posição de guarda fechada e se tornou tambem um treinador de grappling. Atualmente, super respeitado no meio, o mestre é sétimo grau coral de Jiu-Jítsu e faixa preta de Judô.

“Vamos receber duas grandes referências da arte suave em Manaus e um deles, inclusive, o mestre Zé Mário, será o técnico da seleção brasileira que vai ser formada em Manaus para competir no World Pro, em Abu Dhabi. Todos os dois vão vir do exterior e estão extremamente empolgados de poder dar este seminário num polo de cascas grossas que é o Amazonas. Quem for ao seminário, com toda certeza não vai se arrepender”, destacou o organizador do National, Diego Vieira.

National – Em contagem regressiva para o National Pro, o local da competição – a Arena Amadeu Teixeira – já começa a tomar forma e a expectativa é que a infraestrutura surpreenda lutadores e público em geral. “Serão sete áreas de luta, nas cores azul (parte central) e vermelha (área de segurança) e usaremos tatames olímpicos. O atleta vai ter uma área específica de aquecimento e as lutas serão sequenciadas e as listas de chamadas vão aparecer numa tela. O placar será de painel de led, algo que nunca foi feito no Amazonas”, frisou o organizador.

Com o fim da inscrições na última segunda-feira, dia 6, um total de 1500 atletas garantiram vaga no evento. “A expectativa era de 1.300 atletas e ficamos surpresos com o número de participantes. Este é um evento em que apenas os melhores participam, por isso a qualidade das lutas é garantida”, destacou Diego.

Dos mais de mil participantes, apenas 55 atletas vão compor a primeira seleção brasileira que vai ao World Pro e ganharão quimonos com o símbolo máximo da nação brasileira, a bandeira do Brasil. Além disso, para se caracterizar como uma delegação que representa o País, todos serão acompanhados por uma equipe multidisciplinar, encabeçada pelo renomado técnico Zé Mario Sperry, e mais dois fisioterapeutas, dois nutricionistas, um médico e um auxiliar técnico.

Os 55 ganhadores do National, sendo 35 homens e 20 mulheres, tambem serão contemplados com o free pass para a disputa do Abu Dhabi World Pro em abril, que proporciona ao competidor entrada e inscrição no mundial, viagem área ida e volta para a capital dos Emirados Árabes, hotel, transporte, refeições e camisa exclusiva do evento, somando mais de U$ 80 mil dólares em prêmios. Todos os prêmios são uma parceria entre Governo Federal, via Ministério do Esporte, e a Federação Brasileira de Jiu-Jítsu (FBJJ).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui