O senhor que me demita”, diz Mandetta no bate-boca com Bolsonaro

Briga feia entre Mandetta e Bolsonaro - foto: UOL Notícias

Após ter sido publicamente atacado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, na quinta-feira (2), o ministro da Saúde participou de um jantar com os correligionários Davi Alcolumbre e Rodrigo Maia, presidentes do Senado e da Câmara, respectivamente.

Na conversa, o ministro, segundo reportagem da revista Veja, teria revelado o conteúdo de um diálogo tenso com o presidente no qual ouviu de Bolsonaro que deveria pedir demissão e rebateu: “O senhor que me demita, presidente”.

Responsabilidade pelas mortes

A partir desse momento, a conversa teria esquentado ainda mais, ao ponto de o ministro da Saúde recomendar ao presidente que ele se responsabilizasse sozinho pelas mortes causadas pelo coronavírus, que já infectou 8.230 brasileiros e matou 343 pessoas, diz a matéria.

Durante o jantar, cuja conversa adentrou a madrugada de acordo com a Veja, Mandetta disse a Maia e Alcolumbre que, por ele, está fora do governo. Bolsonaro não mereceria o empenho dele e de seus técnicos. Os chefes do Legislativo apelaram para que ele resistisse o máximo possível no cargo.

“Mandetta já sabe que estamos nos bicando. Ele está extrapolando. Mas não posso demitir ministro em meio ao combate. Nenhum ministro meu é indemissível”, disse Bolsonaro nesta quinta.

Apesar do clima cada vez mais divergente, Mandetta realizou normalmente suas atividade nesta sexta (3).

Bahia Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui