Polícia prende bando com 30 kg de maconha no Crespo

Foto: Lana Honorato/PC-AM

As equipes de investigação do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) e equipes da Secretaria-Executiva-Adjunta de Inteligência (Seai), da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), deflagraram na manhã de segunda-feira, dia 16, ação policial que resultou nas prisões de Fernando Rubens Costa Lima, 29; Luciana da Silva Rodrigues, 33; Marcio Renison Façanha de Lima, 32, e Romero da Silva Nascimento Junior, 29, com 30 quilos de maconha do tipo skunk, avaliados em R$ 140 mil. O flagrante aconteceu em uma residência situada no bairro Crespo, zona Sul da cidade.

Os delegados Paulo Mavignier e Guilherme Torres, diretores, respectivamente, do Denarc e DRCO, além da delegada Marília Campello, coordenadora do Laboratório de Lavagem de Dinheiro da Seai, falaram na manhã desta terça-feira, dia 17, durante coletiva de imprensa realizada às 9h30, no prédio da Delegacia Geral, sobre a ação que resultou na prisão do bando. Conforme Mavignier, o grupo foi interceptado por volta das 10h30, na casa de Marcio Renison, localizada na Rua Neves, bairro Crespo.

O diretor do Denarc destacou que as prisões dos quatro indivíduos ocorreram em desdobramento à ação conjunta deflagrada no último domingo, dia 15, envolvendo policiais do Denarc, DRCO, Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera) e Seai, quando foram apreendidos 65 quilos da mesma substância ilícita em uma embarcação atracada no Porto da Manaus Moderna, no bairro Centro, zona Sul. Os entorpecentes eram oriundos do município de Tabatinga, distante 1.108 quilômetros em linha reta da capital.

De acordo com Mavignier, a droga encontrada na residência de Marcio Renison veio de Tefé, município distante 523 quilômetros em linha reta da capital, e chegou a Manaus em uma embarcação. As equipes identificaram o imóvel onde a substância ilícita estava armazenada durante diligências em torno da situação de domingo. Marcio estava em frente da casa onde morava quando Fernando e Romero chegaram em um veículo, que foi apreendido durante a ação, da montadora Chevrolet, modelo Cruze, de placas OAH-0636, onde foram encontrados tabletes de maconha tipo skunk, além de R$ 1.628,00 em espécie. Luciana aguardava na casa, com o restante da droga.

Romero da Silva, Luciana da Silva e Marcio Renison/Foto: Lana Honorato/PC-AM

“Após a apreensão realizada no último domingo passamos a monitorar os alvos que estavam responsáveis pela logística dessa droga até Manaus e identificamos essa residência no bairro Crespo. Montamos campana e, no momento da entrega de parte dessa droga, realizamos a abordagem. Marcio, apontado como o principal responsável pela logística dos entorpecentes que vinham de Tabatinga e de Tefé para capital, estava colocando as drogas na mala do carro. Com as duas ações deflagradas esta semana, totalizamos 100 quilos de drogas apreendidos e um prejuízo estimado em R$ 400 mil ao crime organizado”, disse Mavignier.

Durante a coletiva de imprensa a delegada Marília Campello destacou que a ação integrada envolvendo os departamentos da Polícia Civil do Amazonas e os órgãos ligados à SSP-AM faz parte do novo plano de estratégia criado pelo vice-governador do Amazonas e secretário da SSP-AM, Bosco Saraiva, no combate à criminalidade no Estado.

“Essas ações integradas são um exemplo da nova forma de trabalhar. Foi uma determinação do vice-governador e secretário da SSP-AM, Bosco Saraiva, e do atual secretário da Seai, delegado Herbert Ferreira Lopes, que pretende uma total integração com qualquer distrito policial, além das delegacias especializadas, fornecendo todo o apoio necessário na parte tecnológica de informações ou até mesmo no sistema operacional, para tentarmos efetivamente combater o crime organizado no Estado do Amazonas, que não é tarefa fácil”, declarou a coordenadora do Laboratório de Lavagem de Dinheiro da Seai.

Foto: Lana Honorato/PC-AM

O delegado Guilherme Torres ressaltou a importância dos trabalhos de monitoramento que estão sendo realizados na três grandes rotas do tráfico de drogas no Estado: Tabatinga, Rio Japurá e Rio Negro. “Nossa política na atual gestão é darmos mais atenção nessa rota do tráfico de drogas, mas não podemos ultrapassar a nossa atribuição, que é ir para a fronteira, pois aquela área não é nossa competência constitucional, mas temos redobrado atenção nos rios do interior do Estado. Para prendermos o receptor das drogas na capital aguardamos o melhor momento e ontem conseguimos lograr êxito na ação. Estamos com o Inquérito Policial aberto. Nós conseguimos prender os intermediadores, os transportadores e os receptores. Agora os fornecedores são nossos alvos. Iremos continuar com as investigações até prendermos esse braço da organização criminosa”, pontuou o diretor do DRCO.

Fernando, Luciana, Marcio e Romero foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Na tarde de hoje, após os trâmites cabíveis realizados na base do Denarc, os quatro indivíduos serão levados para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, zona Sul da capital.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui