Polícia prende homem que matou a companheira que estava grávida

Foto: Reprodução

MANAUS – A Polícia Civil prendeu, na segunda-feira (11), por volta das 11h, César Silva da Costa, 38, investigado pelo homicídio de sua companheira Jucicléia Brito dos Santos, que tinha 39 anos, e estava grávida de 32 semanas. O crime ocorreu no dia 29 de setembro de 2021, na residência do casal, no bairro Colônia Antônio Aleixo, zona leste de Manaus.

De acordo com o delegado Ricardo Cunha, titular da DEHS, logo após o ato criminoso, as equipes da unidade especializada entraram em campo a fim de solucionar este delito. “As investigações apontaram que César era o principal suspeito do crime. Segundo familiares da vítima, ele já possuía um histórico de violência doméstica contra Jucicléia”, disse Cunha.

A delegada Deborah Barreiros, adjunta da especializada e responsável pela condução das investigações, informou que os policiais foram acionados pela equipe do Hospital e Maternidade Chapot Prevost, situado no bairro Colônia Antônio Aleixo, após a vítima dar entrada na unidade de saúde já com parada cardíaca e hemorragia.

“César levou a mulher ao hospital e relatou à equipe médica que ela havia caído no banheiro de casa. Durante o atendimento, foi iniciado o procedimento de parto, mas ela já estava com hemorragia, ocasião em que foi verificado que a mesma não era intrauterina, mas sim na área externa do útero, na altura do baço, decorrente de ato contundente. A médica-cirurgiã constatou que a morte do bebê era decorrente de agressão, além disso, verificou que a hemorragia não estava relacionada com a gravidez”, relatou a delegada.

Foto: Reprodução

A autoridade policial explicou que foi realizada uma perícia, onde foi verificado que a morte da mulher se deu devido ao sangramento, causado por ação mecânica decorrente de violência doméstica. Deborah contou, ainda, que o marido era o único adulto na casa no momento do fato, onde eles residiam com três adolescentes filhos do casal.

“Os adolescentes relataram a convivência difícil desse casal, apontando que em 2020, a mãe deles havia sofrido um aborto em decorrência de violência doméstica. Com base nisso, representamos pelo mandado de prisão temporária em nome dele, e a ordem judicial foi expedida na segunda-feira (11/04), pelo juiz André Luiz Nogueira Borges de Campos, da Comarca de Manaus”, informou Deborah Barreiros.

Prisão – Com a ordem judicial decretada, os policiais seguiram em diligências e efetuaram a prisão do indivíduo no bairro São José Operário, zona leste de Manaus. Durante depoimento, ele negou que tenha cometido o delito.

Segunda a delegada, testemunhas afirmaram que no dia do fato, após ingerir bebidas alcoólicas, o companheiro da vítima teria proferido ameaças a ela na frente dos filhos, e quando Jucicléia passou mal, os adolescentes já estavam dormindo.

“O indivíduo prestou socorro, mas na maternidade alegou que havia encontrado a mulher caída no banheiro, porém, ao ser questionado pela equipe policial, disse que a mesma apenas passou mal e ele foi ajudá-la. Como a necropsia ainda não foi concluída, foi solicitada a prisão temporária do indivíduo, mas após o final do Inquérito Policial (IP), a delegada irá solicitar à Justiça pela prisão preventiva do mesmo”, pontuou Deborah.

César responderá por homicídio e será conduzido à Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde ficará à disposição da Justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui