Polícia prende homens envolvidos em homicídios ocorridos em 2006 e 2018

Foto: Divulgação

MANAUS – A Polícia Civil deflagrou ação policial, na quarta-feira (11), que resultou no cumprimento de dois mandados de prisão preventiva, em nome de Joelson Gomes Garcia, 37, e Alessandro de Souza Marques, 33, por participação nas mortes de Milton Soares Fonseca, que tinha 32 anos, e Fabian da Silva Ferreira, que tinha 26. Os crimes ocorreram em 2006 e 2018, respectivamente.

Conforme o delegado Márcio André Campos, adjunto da DEHS, Joelson é investigado pela participação no homicídio de Milton Soares Fonseca, ocorrido no dia 24 de novembro de 2006, no bairro Armando Mendes, zona leste da capital. Na ocasião, Joelson, juntamente com um outro homem, se aproximaram de Milton em uma motocicleta, e efetuaram sete disparos de arma de fogo contra ele.

“Durante os procedimentos na delegacia, Joelson negou que tenha efetuado os disparos contra Milton e apontou um segundo indivíduo, como autor do crime, que faleceu em 2015. Constatamos que a motivação do crime seria uma dívida proveniente do tráfico de drogas, no valor de R$ 2 mil”, relatou Campos.

A autoridade policial informou que Joelson foi preso após denúncias anônimas sobre a localização do infrator. “Nos deslocamos ao endereço onde ele estava trabalhando como pedreiro, no bairro Gilberto Mestrinho, na mesma zona onde o crime ocorreu, e cumprimos o mandado de prisão”, explicou.

Dando continuidade aos trabalhos, os policiais cumpriram outro mandado de prisão em nome de Alessandro, que estava sendo investigado pela morte de Fabian da Silva Ferreira, ocorrida em julho de 2018. Conforme o delegado, durante as investigações, foi constatado que Alessandro dirigia um veículo em que estavam mais quatro homens. Eles desceram do carro, invadiram uma casa que funcionava como ponto de venda de drogas, localizada no bairro Nova Cidade, zona norte, e mataram Fabian.

“A morte de Fabian teria sido ordenada por um homem identificado como Francisco Diego dos Anjos, que está preso em um presídio federal, em Brasília. Nesta quarta, seguimos em diligências e prendemos Alessandro no bairro Novo Aleixo, também na zona norte”, detalhou o adjunto da DEHS.

O mandado de prisão em nome de Joelson, foi expedido no dia 13 de dezembro de 2019, pelo Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJAM); o de Alessandro foi expedido em 2 de outubro de 2018, pelo juiz Mauro Morais Antony, da 3ª Vara do Tribunal de Júri da Comarca de Manaus.

Joelson e Alessandro irão responder pelo crime de homicídio qualificado, e após os procedimentos cabíveis na unidade especializada, serão encaminhados à Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde ficarão à disposição da Justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui