Prefeitura encerra o curso de ‘Formação em Educação Especial e Autismo’

Foto: Eliton Santos / Semed

Com a finalidade de proporcionar melhores condições ao ensino inclusivo da rede municipal de ensino, a Prefeitura de Manaus encerrou, nesta sexta-feira, 20/5, o curso de “Formação em Educação Especial e Autismo”, para assessores da modalidade que atuam em escolas da Secretaria Municipal de Educação (Semed). A formação ocorreu no decorrer desta semana, e contou com oficinas e momentos de reflexão.

O diretor do Departamento de Gestão Educacional (Dege), Evaldo Bezerra, destacou que a formação visa oferecer suporte técnico aos formadores da área da educação especial do município, para que tenham mais mecanismos pedagógicos à sua disposição. Evaldo acrescentou que essa formação está diretamente ligada ao plano de governo do prefeito David Almeida e da Semed, em relação ao trabalho de Pessoas com Deficiência (PcDs) atendidas pela rede municipal de ensino.

Foto: Eliton Santos / Semed

“Tudo isso faz parte do plano de governo do prefeito David Almeida, para que possamos dar as condições para que a educação do município possa ser atendida em todas as suas vertentes”, explicou Evaldo.

O curso aconteceu tanto na Escola Superior de Tecnologia (EST), da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), no bairro Parque 10 de Novembro, quanto na Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM) da Semed, no bairro Nossa Senhora das Graças, zona Centro-Sul, e foi ministrado pela professora Caroline Kwee, consultora em Educação Especial e diretora da Associação Sensu Speciale no Amazonas. Aluno com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e Deficiência Intelectual (DI), as etiologias, conceitos, características e diagnóstico, foram alguns dos temas abordados por Caroline.

Foto: Eliton Santos / Semed

O curso teve uma carga horária de 40 horas e ao todo participaram 68 formadores que fazem o trabalho de assessoramento junto às Divisões Distritais Zonais (DDZs) da Semed. Uma das participantes do curso foi a assessora pedagógica da Gerência da Educação Infantil (GEI), Tatiane Sousa, que atua junto às escolas da DDZs Norte e Rural.

“Esses materiais estruturados a gente já trabalha na gerência, só que não com o significado que tem hoje para nós, a questão da complexidade do trabalho dos conceitos de tudo que foi produzido.  Para nós foi de grande valia, muito importante. E eu acredito que esse curso vai somar muito na nossa função enquanto assessor pedagógico, na orientação com os nossos professores que atende o público-alvo da educação especial”, comentou Tatiane, sobre as possibilidades que ela pode trabalhar com os professores por ela assessorados, a partir das novas ferramentas pedagógicas que aprendeu durante o curso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui