Quarta edição do It’s Time Combat marcada por grandes duelos


Salvador vence Luan/Foto: Emanuel Siqueira
Salvador vence Luan/Foto: Emanuel Siqueira
Felipe Santos vence sua luta/Foto: Emanuel Siqueira
Felipe Santos vence sua luta/Foto: Emanuel Siqueira

Os lutadores amazonenses Jeferson Santos (Kratos/Manoa/Orlean Smith) e Rodrigo Praia (SD System/DGT/Coari) são os novos donos do cinturão do It’s Time Combat, realizado na noite de ontem, quarta-feira (16), na quadra da Aparecida, em Manaus.

Foi a quarta edição do evento de MMA organizado pelo promoter André Gonçalves (WL/Nova União/Parque 10). A programação contou com a presença VIP de dois lutadores amazonenses do UFC, Adriano Martins e Antônio Braga Neto.

No combate mais esperado da noite, valendo o título dos leves (até 70 kg), Jeferson impôs seu jiu-jítsu e pôs à prova sua resistência física diante do bem afiado wrestling de Adriano Oliveira (Oliveira Team/Acre). No final, vitória para o atleta treinado pelo mestre Orlean Smith. “Essa vitória é pra minha família, meus amigos e essa galera que veio aqui torcer por mim”, disse o campeão, que saiu bastante machucado da batalha.

Emoção sobrou também no combate entre os sensacionais lutadores Rodrigo Praia e Diego Lopes (Clube Freitas), valendo o cinturão dos galos (até 61 kg). Revelação de Coari e atleta do mestre Sammy Dias, Rodrigo iniciou o combate com um muay thai bem apurado, mas viu Diego virar a pontuação com a estratégia de jogar a luta para o chão e pontuar no ground and pound. No segundo round, Diego começou ganhando, mas foi contra-atacado de forma fulminante até o árbitro Francisco de Assis interromper a luta. Nocaute técnico e festa da torcida SD System na Aparecida.

‘Corro louco do Amazonas’

Outro duelo de gigantes foi entre os galos Alexandre Pitbull (Amazon Fit) e Rogério Pereira (MBPJJ). Lembrando os bons tempos de Wanderlei Silva, Pitbull partiu para o ataque como um “cachorro louco” e nocauteou o adversário no primeiro round. “Quero disputar agora o cinturão da categoria até 57 kg. Espero ter essa oportunidade em breve”, disse Alexandre.

Os outros seis vencedores do It’s Time Combat 4 foram: Antônio Salvador (Top Life), Joaquim Polônia (Mascarenhas Team), Ruan Kevin (Alfa/Alvorada), Filipe Santos (Kratos), Heliton Davela (SD System/Norte Fitness) e Raymison “Formiga” (CTL Jiu-Jítsu). Num resultado bastante contestado, houve empate entre Rafael Silva (WL/Nova União) e Júnior Negão (Amazon Fit).

Card preliminar

Até 57 kg: Antônio Salvador (Top Life) venceu Luan Fernandes (CTT) por nocaute técnico no terceiro round;

Até 66 kg: Joaquim Polônia (Mascarenhas Team) venceu Victor Cruz (Norte Fitness) por decisão unânime dos juízes;

Até 52 kg: Ruan Kevin (Alfa/Alvorada) venceu Márcio Guimarães (Zulu Team) por desclassificação;

Até 70 kg: Filipe Santos (Kratos) venceu Samir (Mascarenhas Team) por nocaute técnico no segundo round;

Até 61 kg: Heliton Davela (SD System/Norte Fitness) venceu Elias Emanuel (Alfa/Alvorada) por decisão unânime dos juízes;

Até 52 kg: Raymison “Formiga” (CTL Jiu-Jítsu) venceu Wendell “Boizinho” Silva (WL/Nova União/Parque 10) por decisão unânime dos juízes;

Até 66 kg: Rafael Silva (WL/Nova União/Parque 10) e Júnior Negão (Amazon Fit) empataram por decisão dos juízes;

Até 61 kg: Alexandre Pitbull (Amazon Fit) venceu Rogério Pereira (MPBJJ) por nocaute técnico no primeiro round;

Disputa de cinturão

Até 61 kg: Rodrigo Praia (SD System/DGT/Coari) venceu Diego Lopes (Clube Freitas) por nocaute técnico no segundo round;

Até 70 kg: Jeferson Santos (Kratos) venceu Adriano Oliveira (Oliveira Team) por decisão dividida dos juízes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui