Ronaldinho Gaúcho pode deixar cadeia no Paraguai ainda nesta terça

Ronaldinho Gaúcho e seu irmão, podem ser soltos ou transferidos para prisão domiciliar - AFP

Uma audiência na tarde desta terça-feira, em Assunção, no Paraguai, pode mudar a situação de Ronaldinho Gaúcho e seu irmão, Roberto de Assis, presos desde o dia 6 de março, acusados de entrar no país com passaportes adulterados. Os dois podem ser soltos ou transferidos para prisão domiciliar. A decisão será do juiz Gustavo Amarilla.
Desde então, a defesa dos brasileiros já teve três recursos negados pela Justiça do Paraguai. Esta será a quarta tentativa de tirá-los da Agrupación Especializada, quartel da Polícia Nacional do Paraguai transformado em cadeia de segurança máxima.
A perícia nos telefones celulares de Ronaldinho e Assis, que começou no dia 18 de março, finalmente foi concluída. O Ministério Público do Paraguai informou ao GloboEsporte.com que “continua trabalhando na produção de provas” sobre o caso, que já teve 15 pessoas presas.
A defesa de Ronaldinho não quis comentar o caso – seus advogados afirmaram que se pronunciariam depois da audiência.
Fonte: Globo Esporte/G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui