Semasc atua no atendimento às famílias afetadas pela chuva desta quinta-feira

Foto: Marcely Gomes / Semasc

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), está atuando, desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira, 1¬º/12, na assistência às famílias atingidas pela chuva desta madrugada. Ao menos 30 servidores participaram da ação, que contou com a participação das equipes da Defesa Civil do município.

“Por determinação do prefeito David Almeida, estamos atuando em diversas áreas simultaneamente. A Defesa Civil faz a avaliação da área e as nossas equipes de assistentes sociais fazem a avaliação social das famílias, verificando quais as necessidades. Até o momento, não identificamos que seja necessário que as famílias saiam de suas casas, por não apresentarem problemas nas estruturas”, afirmou o secretário da Semasc, Eduardo Lucas.

No Beco do Macedo, bairro Nossa Senhora das Graças, zona Centro-Sul da capital, 43 famílias foram cadastradas para receber cestas básicas, colchões e kits de higiene. As equipes também estiveram presentes nos bairros Raiz e Crespo, na zona Sul.

Foto: Marcely Gomes / Semasc

“A maioria das ocorrências envolve pessoas que estão em situação de vulnerabilidade social e residindo em área de risco, então quando chove os igarapés e córregos transbordam, provocando alagamentos. Como nessa área não tivemos casas com risco de desabamento, não será necessário a inserção no Auxílio Aluguel”, afirmou a diretora do Departamento de Proteção Social Especial, Ana Maria Carvalho.

De acordo com o chefe de Operações da Defesa Civil, José Mendes, o órgão registrou alagamentos, desabamentos e deslizamentos em várias áreas da cidade, mas sem a ocorrência de pessoas feridas. “A chuva desta madrugada causou sérios danos em várias áreas da cidade e estamos atuando com nossas equipes no atendimento às famílias, em conjunto com a Semasc. Durante o dia inteiro vamos visitar esses bairros, verificando a situação de cada um, com avaliação dos nossos técnicos que irão dizer se a residência está em risco de desabamento, se a estrutura foi abalada ou se existe a necessidade de saída dessa família da casa”, ressaltou.

As equipes também estiveram na avenida Atlântica, bairro Raiz, onde duas crateras abriram durante a chuva, provocando a queda do muro da residência da senhora Maria das Graças Ferreira, 68 anos. “Por volta das 3h, eu abri a janela e de repente, o muro já estava desabando. Fiquei muito assustada e não consegui ter nem reação. Fiquei preocupada de que a minha casa fosse junto. A água invadiu alguns cômodos, tive perdas materiais, mas já fui atendida pela Defesa Civil que disse que a estrutura da minha casa não foi afetada”, disse.

O trabalho de acompanhamento das ocorrências pelas equipes da Semasc e da Defesa Civil continuarão por todo o dia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui