Semed disponibiliza matrículas para Educação de Jovens e Adultos

Foto: Eliton Santos/Semed

Com o objetivo de oportunizar o acesso à educação a todas as idades, a Prefeitura de Manaus está ofertando vagas em turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA) em 68 escolas em todas as Divisões Distritais Zonais (DDZ) da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

Essa modalidade de ensino garante a escolarização para pessoas a partir dos 15 anos de idade em todas as fases do ensino fundamental, e as vagas podem ser preenchidas por livre demanda, não tendo data limite.

A rede municipal de ensino oferece a EJA no primeiro e segundo segmento. O primeiro segmento corresponde ao ensino fundamental anos iniciais, sendo composto de três fases, incluindo alfabetização; o segundo segmento corresponde ao ensino fundamental anos finais e é composto por duas fases.

De acordo com a gerente da EJA, Alina Bindá, os interessados devem se encaminhar às escolas para efetuar a matrícula. Além das unidades de ensino regular, Alina conta que a Semed tem uma unidade voltada exclusivamente para a modalidade.

“Nós temos o Centro Municipal de Educação de Jovens e Adultos (Cemeja) Samuel Benchimol, no São José, que oferece a modalidade no semipresencial, correspondendo ao 6º ao 9º ano no turno noturno. O aluno vai estudar de forma semipresencial, duas vezes na semana presencial e, nos outros dias, trabalha de forma híbrida”, completa.

Educação Transformadora

A EJA apresenta muitos exemplos de superação, como é o caso da professora Marlúcia Ferreira Melo, da escola municipal Elvira Borges, no bairro Compensa. Antes de ser professora da Educação de Jovens e Adultos, ela mesmo estudou na modalidade.

“Sou egressa da EJA e fiz as aulas na época do telecurso. Comprávamos os livros e íamos às escolas que tinha o projeto. Eu estudava na igreja do Santo Antônio, andava da Compensa 2 para o Santo Antônio, todas as noites”.

Ela acrescenta que é professora há 20 anos, e que é um privilégio atender a modalidade, até por conta do seu histórico. “Por isso tenho tanto compromisso com o ensino de EJA, pois sei que ele nos faz superarmos nossas dificuldades”, completa.

“Procure a escola mais próxima de sua casa e matricule-se. A educação mudou a minha vida e pode mudar a vida de mais pessoas”, recomenda o aluno Josué Tavares da Silva, 35, que estuda na 5ª fase do segundo segmento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui