Sepror apoia Feiras da Laranja e da Piscicultura em Rio Preto da Eva

Fazenda Progresso, em Rio Preto da Eva - Foto: Arquivo/Secom

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror), está apoiando a 21ª Feira da Laranja e 4ª Feira da Piscicultura, no município de Rio Preto da Eva (a 68 quilômetros Manaus), tendo destinado R$ 300 mil à prefeitura local para a realização do evento. A feira conjunta iniciou ontem (25/10) e vai até domingo (31/10), no Complexo Turístico do Balneário Municipal.

O objetivo é criar oportunidades empreendedoras aos produtores rurais e agricultores familiares dos assentamentos agrários, além de estimular o agronegócio e aquecimento do comércio local, proporcionando ainda a geração de renda aos agricultores da região.

Durante o evento, os produtores rurais podem participar de cursos de capacitação e “dias de campo”, conduzidos pelos técnicos do Sistema Sepror (Idam, Adaf e ADS), do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) do Amazonas e do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam).

“Além do apoio ao evento, estamos mobilizando produtores rurais e piscicultores da Região Metropolitana para participarem das capacitações e dos ‘dias de campo’, que fazem parte do programa Agro Amazonas, pois entendemos que assim promoveremos o acesso a tecnologias e a profissionalização dos setores produtivos”, informou Petrucio Magalhães Júnior, titular da Sepror.

Palestras – Para fortalecer cada vez mais a piscicultura na região, a Sepror realizará duas palestras: “Monitoramento e Qualidade de Água na Piscicultura” e “Alevinagem: como obter ótimos resultados”. As palestras serão ministradas pelos engenheiros de pesca da Secretaria Adjunta de Pesca e Aquicultura da Sepror, Andreson dos Santos e Philip Auzier.

Os cursos da Sepror acontecem na quinta-feira (28/10), quando os técnicos abordarão a preparação de viveiros de alevinos e densidade da água, focando em suas variáveis físicas e químicas, assim como métodos de correção dentro dos padrões exigidos para transparência, turbidez da água, temperatura, oxigênio, pH, alcalinidade e amônia, entre outros.

Na sexta-feira (29/10), a programação prevê também a realização do “Dia de Campo da Citricultura”, coordenado pelo Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), na Fazenda Progresso; e o “Dia de Campo da Piscicultura”, na Fazenda Centauro, coordenado pela Sepror.

Sobre o município – Rio Preto da Eva se destaca pelo potencial de duas cadeias produtivas no agronegócio amazonense, a citricultura e piscicultura. Mais de 2 mil hectares de terras se destinam ao cultivo de laranjas, produzindo mais de 100 milhões de frutos por ano, agregando banana, abacaxi e pescado.

Parte das produções é destinada ao Programa de Regionalização da Merenda Escolar (Preme), desenvolvido pelo Governo do Amazonas, Companhia Nacional do Abastecimento (Conab) e Feiras dos Produtores organizadas pela Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS) e Sepror.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui