Títulos de Vitor Belfort e Rodrigo Minotauro estão entre top 10 do UFC no Carnaval

Foto: Reprodução

Carnaval é tempo de festa… Especialmente para quem acabou de conquistar um título, ou uma vitória importante. O UFC nunca quis saber muito de folia durante o Carnaval: frequentemente realiza eventos no meio do feriadão, como faz neste sábado com o UFC Auckland, realizado do outro lado do mundo, na Nova Zelândia.

Esses eventos já tiveram algumas das lutas mais marcantes da história da companhia, e terminaram em celebração especial para alguns lutadores brasileiros. O Combate.com aproveita a ocasião e relembra 10 grandes confrontos que aconteceram em meio à folia momesca:

1996 – UFC 8 – Gary Goodridge x Paul Herrera
Nos primórdios, o Ultimate fazia seus eventos às sextas-feiras, e o UFC 8 caiu no dia 16 de fevereiro de 1996, a sexta-feira que desemboca nos quatro dias de folia. Este foi um torneio especial, com várias lutas no estilo “Davi x Golias” e o primeiro título de Don Frye no UFC. Mas o embate que ficou marcado na memória dos fãs para sempre foi a abertura do GP, entre Gary Goodridge e Paul Herrera. As cotoveladas brutais de Goodridge para nocautear Herrera foram usadas por diversos políticos numa campanha pelo banimento do Vale-Tudo.

1997 – UFC 12 – Vitor Belfort x Scott Ferrozzo
Nascia naquele 7 de fevereiro de 1997, outra sexta-feira pré-Carnaval, o “Fenômeno” Vitor Belfort, campeão do GP peso-pesado aos 19 anos de idade ao nocautear Ferrozzo em apenas 43 segundos. O evento em si tem um lugar especial na lenda do UFC: o show foi proibido de ser realizado no estado de Nova York dias antes de sua realização, e a organização precisou transportar toda sua estrutura de forma emergencial, na véspera, para o Alabama. Nova York só permitiria o retorno do Ultimate 19 anos depois, em 2016.

2001 – UFC 30 – Pedro Rizzo x Josh Barnett
O primeiro evento da era Zuffa, sob o comando de Dana White e dos irmãos Fertitta, teve Tito Ortiz conquistando o cinturão peso-meio-pesado ao nocautear Evan Tanner com um bate-estaca. Mas a melhor luta da noite foi entre as lendas do peso-pesado Pedro Rizzo e Josh Barnett. O nocaute no segundo round é um dos mais belos da carreira do brasileiro.

2003 – UFC 41 – Frank Mir x Tank Abbott
O dia 28 de fevereiro de 2003 foi outra sexta-feira de transição para o Carnaval, e o duelo entre Mir e Tank marcou a transição da velha guarda do Vale-Tudo para a nova era do MMA. Abbott voltava ao octógono após anos afastado, e pegava Mir, um promissor peso-pesado que mostrava um jiu-jítsu que ninguém do seu tamanho havia mostrado ainda no Ultimate (nesta época, Minotauro estava no Japão).

2004 – UFC 51 – Tito Ortiz x Vitor Belfort
Dia 5 de fevereiro de 2004 era sábado de Carnaval, e o carioca Vitor Belfort ignorou a folia na Sapucaí para encarar Tito Ortiz no octógono. Após uma luta muito disputada, o “Bad Boy de Huntington Beach” acabou levando a vitória em polêmica decisão dividida dos juízes laterais.

2007 – UFC 81 – Rodrigo Minotauro x Tim Sylvia e Frank Mir x Brock Lesnar 1
O evento do dia 2 de fevereiro de 2007 foi um autêntico desfile dos campeões antecipado. Quatro lutadores que já tinham sido ou seriam futuramente campeões do UFC fizeram as duas lutas principais da noite. O coevento principal marcava as boas-vindas a Brock Lesnar, o gigante do WWE que elevaria a posição do Ultimate na mídia, em seu primeiro confronto com Frank Mir, no que se tornaria uma das maiores rivalidades do MMA moderno.

A luta de destaque da noite, porém, era a disputa do cinturão interino dos pesos-pesados. Rodrigo Minotauro, já estabelecido como uma lenda no Pride, buscava se tornar o primeiro a conquistar cinturões tanto no Japão quanto no UFC. Tim Sylvia, que havia sido campeão no Ultimate na mesma época que o brasileiro reinou do outro lado do mundo, era o adversário. E após uma verdadeira batalha, Minota usou seu jiu-jítsu para finalizar a peleja e marcar seu nome mais uma vez na história.

2009 – UFC 95 – Demian Maia x Chael Sonnen
Os brasileiros fizeram a festa no sábado de Carnaval de 21 de fevereiro de 2009, em Londres. Junior Cigano atropelou Stefan Struve e Paulo Thiago surpreendeu ao nocautear Josh Koscheck. Mas a luta que marcou foi a de Demian Maia contra Chael Sonnen, que ainda começava a perder a timidez para falar as atrocidades que usaria para provocar Anderson Silva no futuro. Naquela noite, Demian deu o mapa da mina para vencer o falastrão americano: o triângulo.

2016 – UFC Las Vegas – Stephen Thompson x Johny Hendricks
O evento de 6 de fevereiro de 2016 deveria ser numerado e ter Fabricio Werdum x Cain Velásquez na luta principal. No entanto, lesões tiraram os dois lutadores de ação, e o confronto entre o ex-campeão meio-médio Johny Hendricks e o emergente Stephen Thompson foi promovido. “Wonderboy” praticamente sambou na cara de Hendricks e deu um show no octógono.

2018 – UFC 221 – Yoel Romero x Luke Rockhold
Há dois anos, o UFC também realizava um evento num sábado de Carnaval no outro lado do mundo, mas em Perth, na Austrália. A luta principal valeria o cinturão interino dos pesos-médios apenas para Rockhold, já que Romero, chamado às pressas para substituir o lesionado campeão Robert Whittaker, não bateu o peso. Mas o cubano não estava nem aí para o título: levou a alma de Rockhold para casa. E, no espírito do Carnaval, ainda deu um beijinho no adversário e disse: “Eu te amo!”

Serviço do UFC Auckland
O Combate e o Combate Play transmitem o UFC Auckland ao vivo e na íntegra com exclusividade neste sábado, a partir de 17h50 (horário de Brasília). SporTV 2 e Combate.com exibem as duas primeiras lutas ao vivo, e o site acompanha o torneio em Tempo Real. Na sexta-feira, Combate e Combate.com transmitem a pesagem ao vivo a partir de 20h50.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui