Vaquinha criada para ex-goleiro Bruno não ser preso, bate R$ 20 mil

Foto: Reprodução

A esposa do ex-goleiro Bruno Fernandes abriu, neste domingo (14), uma vaquinha online para ajudar que o marido consiga quitar R$ 90 mil em dívidas referentes à pensão alimentícia do seu filho com Eliza Samudio. Até o momento, a campanha já arrecadou mais de R$ 20 mil e reuniu cerca de 230 apoiadores.

A esteticista Ingrid Calheiros, esposa de Bruno, iniciou a campanha após a Justiça emitir um pedido de prisão para o ex-goleiro, no dia 10 de agosto. Bruno está com diversos pagamentos da pensão alimentícia do seu filho em atraso.

O anúncio da abertura da vaquinha foi publicado perfil do Instagram de Bruno Fernandes pela sua esposa. “Na semana passada, fomos intimados a pagar a pensão de R$ 90 mil. Tentamos acordo, plano de pagamento, parcelamento e nada foi aceito. Lembrando que o Bruno é obrigado a pagar pensão, mas é impedido de trabalhar. Ele ficou preso por quase 10 anos”, disse Ingrid.

O que pode livrar o ex-goleiro da prisão?
Ingrid Calheiros informa que apenas o pagamento integral pode suspender o mandado de prisão do marido, que já cumpre pena em prisão domiciliar por homicídio triplamente qualificado.

Segundo sua esposa, Bruno está sem dinheiro algum. “Ninguém acredita que ele não tenha mais dinheiro, que tenha perdido tudo para advogados, que não tenha mais nenhum tipo de bem e renda. Então, eu resolvi criar uma vakinha online. Talvez seja um impulso, talvez seja um erro, mas é uma tentativa. Não temos esse dinheiro e não sei o que fazer”, acrescentou.

No dia 7 de julho de 2010, Bruno Fernandes foi preso pela morte de Eliza Samudio. Em 2013, o ex-goleiro foi condenado pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, sequestro e ocultação de cadáver. As penas totalizaram 20 anos e 9 meses de prisão. Porém, depois de concluir o tempo necessário, em 2019, Bruno teve direito ao regime semiaberto.

Fonte: Seu Crédito

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui