Vocalista do Kaoma, Loalwa Braz foi queimada viva

Um dos suspeitos era funcionário dela/Foto: Divulgação

A cantora Loalwa Braz, vocalista do grupo Kaoma e intérprete do hit “Chorando se foi”, foi queimada viva. A morte da artista e empresária, aos 64 anos, foi detalhada em coletiva de imprensa, na tarde desta quinta-feira (19), pelo delegado Leonardo Macharet, titular da 124ª DP, em Saquarema, no Rio de Janeiro.

Dois dos três homens envolvidos nos crime foram presos. Um deles foi identificado apenas como Gabriel. O outro é Wallace de Paula Vieira, de 23 anos, funcionário da pousada. Um terceiro suspeito está sendo procurado.

De acordo com Leonardo Macharet, o trio entrou na pousada e agrediu a artista com um pedaço de madeira. Loalwa teria gritado muito, o que fez com que os criminosos resolvessem levá-la para o carro onde o corpo foi encontrado carbonizado. “Ela estava viva no momento que a queimaram. Foi queimada viva. Essa foi a parte mais cruel”, disse o delegado ao G1.

Um dos suspeitos era funcionário dela/Foto: Divulgação

A polícia estima que cerca de 15 mil itens da pousada tenham sido roubados. Os dois suspeitos serão encaminhados nesta sexta-feira (20) para o Complexo Penitenciário de Bangu. Ainda não informações sobre sepultamento da artista.

Fonte: Notícias ao Minuto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui