WhatsApp começa a permitir ‘saída silenciosa’ de grupos

Foto: Reprodução

O WhatsApp anunciou novas atualizações de privacidade nesta terça-feira (9), incluindo a capacidade de os usuários verificarem suas mensagens sem que outras pessoas saibam.

A plataforma em breve permitirá que as pessoas controlem quem pode ver quando estão online, impedir que outras pessoas façam capturas de tela de determinadas mensagens e saiam de grupos sem notificar canais inteiros.

O WhatsApp tem mais de 2 bilhões de usuários em todo o mundo e é de propriedade da Meta, proprietária do Facebook. Ao anunciar as mudanças no Facebook e no Instagram, o CEO Mark Zuckerberg disse que a empresa “continuará construindo novas maneiras de proteger suas mensagens e mantê-las tão privadas e seguras quanto conversas cara a cara”.

O WhatsApp há muito elogia o uso de criptografia de ponta a ponta, o que significa que apenas o remetente e o destinatário de uma mensagem podem ver seu conteúdo. E como outras plataformas de mensagens privadas, já permite que os usuários enviem mensagens que desaparecem após determinados períodos de tempo.

No entanto, no ano passado, o WhatsApp foi fortemente examinado após uma atualização em seus termos de serviço.

Na época, muitos usuários expressaram preocupação com uma seção da política de privacidade do WhatsApp que detalhava o que é compartilhado com a empresa controladora, que tem uma reputação conturbada quando se trata de proteger os dados do usuário.

A atualização fez com que algumas pessoas migrassem para o Signal, outra plataforma popular de mensagens criptografadas.

O Facebook tentou dissipar a confusão sobre a política, dizendo que suas práticas de compartilhamento de dados não eram novas e não “impactavam como as pessoas se comunicam em particular com amigos ou familiares”.

Agora, dois dos novos recursos introduzidos no WhatsApp – que permitem escolher quem pode ver quando você está ativo e sair dos grupos silenciosamente – começarão a ser lançados para todos os usuários do WhatsApp este mês.

A ferramenta de bloqueio de captura de tela, que será disponibilizada em mensagens destinadas a serem visualizadas apenas uma vez, ainda está sendo testada e será disponibilizada posteriormente, segundo o WhatsApp.

Fonte: CNN Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui