Wilson Lima dá início a Megavacinação para intensificar número de imunizados

Foto: Bruno Zanardo / Secom e Divulgação FVS-AM

Nesta quarta-feira (08/12), o governador Wilson Lima, ao dar início a Megavacinação, destacou que a ação é mais uma oportunidade para quem ainda não se imunizou contra a Covid-19 completar o esquema vacinal.

A campanha é realizada nos 62 municípios do estado para intensificar a vacinação, principalmente onde a cobertura vacinal é baixa. Em Manaus, uma carreta foi montada para ser ponto itinerante de vacinação e percorrer os bairros da capital.

A Megavacinação é uma parceria do Governo do Amazonas, Ministério da Saúde (MS), Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) e prefeituras municipais. A estratégia da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) prevê avançar em até 20% a cobertura vacinal dos municípios durante a campanha.


Foto: Bruno Zanardo / Secom e Divulgação FVS-AM

“O que nós estamos fazendo é convencer as pessoas, é assim que a gente vai trabalhar. E aqui eu aproveito para fazer um apelo: meus amigos, a vacina é o que salva, e não tem outro caminho. Ela é a arma mais poderosa que a gente tem contra a Covid-19. Não é só para pensar em você. Pensa num parente, pensa no seu pai, na sua mãe, pessoas que dependem de você. Vamos vacinar e a oportunidade está aí”, disse o governador.

Pelo Governo do Amazonas, a Megavacinação é coordenada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES-AM) e Fundação de Vigilância em Saúde Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RPC).

Foto: Bruno Zanardo / Secom e Divulgação FVS-AM

Carreta da Vacinação

O posto itinerante que começou a aplicar os imunizantes nesta quarta-feira (08/12) ficará instalado na Praça Heliodoro Balbi – Praça da Polícia, Centro de Manaus, funcionando das 9h às 16h. A unidade segue no local até o dia 23 de dezembro. A carreta irá para outros bairros onde a cobertura de vacinação é baixa.

Neilton Cardoso tem 52 anos e é autônomo. Ele foi ao Centro para tomar a terceira dose, e foi o primeiro a chegar no ponto de imunização. “Eu aproveitei as duas coisas, vim dar um passeio no feriado e fazer a minha vacinação, a terceira dose, que é a prioridade.

O incentivo é bom para nós que estamos precisando. Essa carreta é muito importante, mesmo que você more em lugar longe, por favor, venha se vacinar, vamos aproveitar que o Governo está dando incentivo para gente, dando essa liberdade para gente se vacinar”, disse.

Foto: Bruno Zanardo / Secom e Divulgação FVS-AM

“É mais uma estratégia para que possamos deixar a vacina mais próxima da população. O alvo são as 150 mil pessoas que ainda não fizeram a primeira dose, as mais de 300 mil que ainda não fizeram a segunda dose, então não vai ter desculpa, agora a carreta está indo ao encontro de você que está atrasado e você que não tomou”, ressaltou a diretora-presidente da FVS, Tatyana Amorin.

Registro da vacinação

Wilson Lima também ressaltou que, em parceria com o Ministério da Saúde, o Governo do Estado vai desenvolver ações para qualificar e ampliar o registro da vacinação em 21 municípios do Amazonas, no período de 10 a 22 de dezembro.

Foto: Bruno Zanardo / Secom e Divulgação FVS-AM

Após levantamento realizado pelo Governo do Estado, foram identificados os municípios que têm o maior índice de ausência de registros de vacinação, ou seja, os que menos registram a aplicação das vacinas contra a Covid-19.

Os municípios são Manaus, Parintins, Santo Antônio do Içá, Tapauá, Jutaí, Maués, Amaturá, Carauari, Iranduba, Apuí, Benjamin Constant, Manicoré, Nova Olinda do Norte, Itacoatiara, Fonte Boa, Borba, Maraã, São Paulo de Olivença, Manacapuru, Tabatinga e Presidente Figueiredo.

Foto: Bruno Zanardo / Secom e Divulgação FVS-AM

“As pessoas perderam a percepção do risco da Covid-19. Então eu quero alertar que uma dose de Astrazeneca, uma dose da Pfizer, uma dose da Coronavc, não lhe protege em nada. Você precisa tomar a segunda dose para ficar imunizado e, depois, ficar tomando a dose de reforço”, disse o secretário da SES-AM, Anoar Samad.

Outras estratégias

Equipes da SES-AM e da FVS-RCP vão se deslocar para os municípios de Autazes, Codajás, Iranduba, Manacapuru, Nova Olinda do Norte, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva e Tefé para auxiliar na intensificação da vacinação. O objetivo é alcançar os bolsões de pessoas não vacinadas suscetíveis ao coronavírus nas áreas rurais dos municípios.

Foto: Bruno Zanardo / Secom e Divulgação FVS-AM

Para esta ação, o Estado conta com um plano operacional feito por cada município para ser executado no prazo de 60 dias, com o apoio do Governo e do Ministério da Saúde.

De acordo com dados da SES-AM, 64% dos municípios do Amazonas possuem população rural maior do que a urbana, sendo necessário priorizar ações para alcançar estas pessoas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui