Acredite se quiser: pipoca faz bem para a saúde

O balde de pipoca do cinema tem cerca de ¾ de toda caloria necessária por dia/Foto Divulgação

O milho, um dos cereais mais cultivados no mundo, tem enorme utilização na culinária. Na América Latina, por exemplo, temos 5 tipos diferentes: pipoca, duro, dentado, farináceo e o doce.

Mas o assunto de hoje, é focar na pipoca. Estudo realizado pela Universidade de Scranton, nos Estados Unidos, chegou a conclusão que a casca do milho (pipoca) contém polifenóis e fibras.

Os polifenóis agem no organismo como antioxidantes dos radicais livres. Isto significa que o consumo correto da pipoca ajuda a diminuir o envelhecimento precoce, o risco de doenças cardíacas, a oxidação do colesterol, além de fortalecer o sistema imunológico, proteger a visão e ainda prevenir contra alguns tipos de câncer.

Pesquisas revelaram que a pipoca contém mais teor de polifenol do que as frutas e legumes. Mas não se engane e se deixe levar por não consumir alimentos naturais. A explicação para a comparação feita por estudiosos, é que a pipoca contém apenas 4% de água, enquanto que frutas e verduras podem chegar a 90%.

Por conter um amido resistente, que é um ótimo tipo de carboidrato que não provoca elevações repentinas de açúcar no sangue, a pipoca também previne o diabetes e dá a sensação de saciedade por mais tempo. O nutriente que está presente na parte branquinha ajuda a reduzir os riscos de câncer no aparelho digestivo.

A pipoca quando consumida da forma correta, traz benefícios à nossa saúde.

Outro benefício são as fibras. A pipoca tem quantidade cinco vezes maior que uma porção de alface, por exemplo. Com isso, auxilia na digestão e seu consumo moderado pode auxiliar na perda de peso. Mas isso só tem efeito se a pipoca for consumida junto com algum líquido. Portanto, prefira água ou sucos naturais. Evite refrigerantes, que além de serem um inimigo para a saúde, vão anular todos os benefícios da pipoca.

Para que você receba os nutrientes benéficos desta explosão de delícia, é preciso esquecer pipoca de micro-ondas e aquela lá do cineminha.

O balde de pipoca do cinema tem cerca de ¾ de toda caloria necessária por dia. Se for comprar, dívida com os amigos e peça sem sal. A de micro-ondas é caprichada em gordura, muitas vezes do tipo trans, o que não é nem um pouco legal para a saúde.

A melhor forma de consumir e ter seus nutrientes revertidos em benefícios para a saúde, é fazer a velha e boa pipoca na panela com um fiozinho de óleo e pouco sal. Depois de estouradas, você pode dar sabor com pimenta do reino, a branca e a rosa, orégano, alecrim e outras ervas cheirosas.

Uma xícara de chá cheia de pipoca tem cerca de 100 calorias, o equivalente a uma fatia de pão de forma ou meio pão francês. Portanto, nesta quantidade, pode ser consumida duas vezes por semana.

O balde de pipoca do cinema tem cerca de ¾ de toda caloria necessária por dia/Foto Divulgação

Na verdade, fazer pipoca não tem segredo nenhum. Mas a gente te passa a receitinha com pouco óleo e pouco sal para você desfrutar dos benefícios desta crocância que todos adoramos.

Pipoca Saudável

Ingredientes
– Milho de pipoca
– Óleo de canola, girassol ou azeite de oliva
– Sal

Como faz
1. Coloque gotinhas (5 ou 6) de óleo na panela e deixe esquentar alguns segundos;
2. Coloque o milho no óleo quente, tampe a panela e espere estourar;
3. Depois de pronto, coloque em um recipiente e acrescente o sal com moderação. Abuse nas ervas e na pimenta.

Fonte: R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui