Acusado de estrupar quatro sobrinhos e vizinho é preso pela Polícia Civil


Manaus – A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), sob a coordenação da delegada Joyce Coelho, titular da especializada, deflagrou na manhã desta quinta-feira (24/1), por volta das 7h40, ação policial que culminou no cumprimento de mandado de prisão temporária por estupro de vulnerável em nome de um homem de 30 anos, investigado por aliciar cinco crianças, com idades entre cinco e 10 anos.Dentre as vítimas, quatro sobrinhos do infrator.

O resultado da ação foi apresentado durante coletiva de imprensa realizada às 11h desta quinta-feira (24/1), no prédio da Depca, situado no bairro Planalto, zona centro-oeste da capital. Na ocasião, a autoridade policial informou que o homem foi preso em uma quitinete situada no loteamento Campos Sales, bairro Tarumã, zona oeste da cidade. A ordem judicial, com prazo de 30 dias, foi expedida no dia 23 de janeiro deste ano, pelo juiz Luís Cláudio Cabral Chaves, da 2ª Vara Especializada em Crimes contra a Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes.

Investigação – De acordo com Coelho, as investigação em torno do caso tiveram início em maio de 2018, após a formalização de Boletim de Ocorrência (BO) pelo pai de uma das vítimas. A autoridade policial explicou que após abusar sexualmente dos quatro sobrinhos, o homem passou a praticar o ato ilícito com um amigo das crianças, que comentou o ocorrido com os responsáveis por achar que a prática era normal.

A titular da Depca informou que os crimes ocorreram na segunda etapa do bairro Alvorada, zona centro-oeste da capital, bairro onde todos os envolvidos moram. No momento da coletiva, Joyce Coelho afirmou que, para atrair as vítimas, o infrator oferecia guloseimas para as crianças.

“Ele tem o perfil de pedófilo, porque seduzia as crianças dando bombons para praticar atos libidinosos. Em uma das crianças, ele consumou o estupro de vulnerável. O abuso foi atestado em laudo de conjunção carnal emitido pelo Instituto Médico Legal (IML). Ao longo das diligências descobrimos que em novembro de 2018 o infrator foi atingido por um tiro, supostamente efetuado por traficantes daquela área da cidade que tomaram conhecimento dos atos libidinosospraticados por ele. Entretanto, não tivemos registro dessa ocorrência”, declarou a autoridade policial.

Joyce Coelho destacou que o pai de quatro vítimas, irmão do infrator, já faleceu e as crianças são criadas pelo avô paterno. “Era uma situação muito complicada, porque as vítimas e o infrator moravam no mesmo terreno. As crianças moram com o avô, então o representante da criança é o pai do autor, mas mesmo assim,esse avô colaborou com os trabalhos da Depca”, disse a delegada.
Indiciado: O homem foi indiciado por estupro de vulnerável. Ao término dos procedimentos cabíveis na Depca, o infrator será levado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), localizado no quilômetro oito da rodovia federal BR-174, onde irá ficar à disposição da Justiça.

Orientação – Joyce Coelho ressaltou a importância dos pais orientarem os filhos sobre abusos sexuais. “A criança com uma certa idade não consegue entender um abuso. Os pais precisam explicar para as crianças como identificar a diferença de carinho e abuso. Quando identificados casos de abusos, é importante fazer a denúncia, pelodisque 100, do Ministério dos Direitos Humanos, ou vir diretamente na Depca, onde iremos providenciar os primeiros procedimentos”, orientou.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui