Amazonas Cidades

Adaf irá inaugurar e certificar três queijarias em Autazes

A média de produção de cada unidade e de 400 a 1.000 litros de leite por dia/Foto: Divulgação
Avatar
Escrito por Redação II

Dando continuidade ao projeto Rota do Queijo, voltado à regularização de queijarias, o Governo do Amazonas, por meio da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal (Adaf), autarquia vinculada à Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror), irá inaugurar e certificar três novas queijarias da agricultura familiar de Autazes com o Serviço de Inspeção Estadual (SIE).

Estas queijarias que fazem parte do projeto são acompanhadas por uma equipe multidisciplinar composta por técnicos do Sistema Sepror (Seapaf, Idam e Adaf), em parceria com as prefeituras locais.

De acordo com a Adaf, Autazes (a 113 quilômetros de Manaus) possui atualmente sete queijarias com SIE. Nesta quinta-feira (13/06), esse número aumentará para dez queijarias. E, de acordo com a Sepror, mais três queijarias deverão ser inauguradas no município até o final do primeiro semestre de 2019.

Desta forma, cada unidade de produção irá trabalhar com uma média de produção de 400 a 1.000 litros de leite por dia, representando de 40 a 100 quilos de queijo com aval do SIE sendo comercializado no Amazonas.

A média de produção de cada unidade e de 400 a 1.000 litros de leite por dia/Foto: Divulgação

A certificação do Serviço de Inspeção é um selo que oferece garantia de segurança alimentar para o consumidor amazonense. Ou seja, os produtores com esta marca passaram por uma série de normas, que vão desde a ordenha até o processamento, a armazenagem e o transporte.

O Sistema Sepror ressalta que tais normas são estabelecidas conforme legislação vigente, preconizadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e pela legislação de inspeção de produtos de origem animal estadual.

Visitas – Por ordem de inauguração, as visitas passarão pelas propriedades da produtora Diva Garrido, na comunidade Novo Céu, localizada na margem esquerda do rio Mutuca. Logo após vem a propriedade da produtora Arleane Costa Figueiredo, no ramal do Novo Céu, Km 16. E, por último, vem o produtor João Raimundo Lucas Roldão (Autazes), no Lago do Piranha, região do Madeirinha.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.