“Agora é oficial, ex-juiz Moro é ladrão”, disse o deputado Glauber Braga

Glauber Braga manda recado a Moro: "agora é oficial, juiz ladrão" - foto: arquivo/recorte

Deputado Glauber Braga (PSOL-RJ) comemorou a decisão da 2ª Turma do STF, que decidiu que Sérgio Moro agiu com parcialidade ao julgar Lula no caso do triplex.

“Seu Sérgio, agora é oficial: juiz ladrão”, disse o parlamentar.

O deputado federal Glauber Braga  celebrou com ironia a decisão da Segunda Turma do (STF) desta terça-feira (23), quando decidiu, por 3 votos a 2, que o ex-juiz Sérgio Moro atuou com parcialidade contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Deputado federal Glauber Braga e Sérgio Moro – foto: montagem/recorte

“Seu Sérgio, agora é oficial: juiz ladrão”, disse Glauber, reiterando declaração que fez ao ex-juiz da Lava Jato.

A maioria a favor da ação do ex-presidente Lula no julgamento desta terça-feira foi formada com a mudança de voto da ministra Cármen Lúcia. “Todos têm o direito de ter um julgamento justo por um juiz e um tribunal imparciais, e, principalmente, no qual ele possa comprovar todos os comportamentos que foram aos poucos consolidando o quadro fundamental, um cenário diverso que veio a ser desvendado nesse processo, para se demonstrar a quebra de um direito de um paciente”, declarou a ministra.

Cármen Lúcia muda o voto, e STF aponta suspeição de ex-juiz e ex-ministro Moro – foto: montagem/recorte

Com a decisão desta terça, a Segunda Turma anulou todo o processo do triplex, que precisará ser retomado da estaca zero pelos investigadores.

Durante manifestação em agosto de 2020, o deputado Glauber Braga bateu duro no ex-ministro da Justiça Sérgio Moro, após o Supremo Tribunal Federal conceder à defesa de Luiz Inácio Lula da Silva o direito de ter acesso aos sistemas de contabilidade utilizados pela Odebrecht (Drousys e MyWebDay) e decidir que a delação do ex-ministro Antonio Palocci não poderá ser usada contra o ex-presidente.

O ministro da Corte Ricardo Lewandowski também afirmou que, enquanto juiz da Operação Lava Jato, Moro “violou o sistema acusatório, bem como as garantias constitucionais do contraditório e da ampla defesa”.

“Deixa eu ver se entendi… O STF invalidou a delação que Moro usou no período da campanha por considerar que foi um uso político eleitoral? É isso? Então, agora o STF aderiu à tese de que Moro foi juiz ladrão e só usou umas expressões mais rebuscadinhas? Com licença: JUIZ LADRÃO!”, escreveu o parlamentar no Twitter.

Inscreva-se na TV 247, seja membro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui