Amazonino usa 40 minutos de entrevista na CBN, revivendo o passado

O candidato à reeleição passou quase 40 minutos criticando o adversário e falando de gestões anteriores - Foto: Marcely Gomes

Em quarenta minutos de entrevista na TV Record News na noite de ontem segunda-feira (22), o candidato à reeleição para o Governo do Estado, Amazonino Mendes (PDT), usou a sabatina exclusiva dos jornalistas do grupo Rede Diário de Comunicação para atacar seu oponente, Wilson Lima (PSC), e para falar de ações feitas em suas gestões anteriores como governador. Além disso, Amazonino não apresentou e nem defendeu nenhuma proposta pertinente para o Amazonas.

Criticando a ausência de Wilson Lima, que não pôde ir ao debate devido à sua intensa agenda de campanha, Amazonino insinuou que seu adversário estaria sendo manipulado por um grupo empresarial que teria destruído o setor de saúde do Amazonas e que está envolvido na investigação que resultou nas Operações Maus Caminhos e Cashback.

O candidato à reeleição insiste em associar o nome de seu adversário a políticos e empresários envolvidos em escândalos, mesmo a Justiça Eleitoral já tendo se manifestado em favor de Wilson Lima, e esses mesmos atores terem sido aliados e participado do governo-tampão de Amazonino Mendes.

O candidato à reeleição passou quase 40 minutos criticando o adversário e falando de gestões anteriores – Foto: Marcely Gomes

Com um discurso vazio, Amazonino passou 38 minutos defendendo a contratação da consultoria internacional de Rudolph Giuliani para combater o descontrole da criminalidade no Amazonas e voltou a associar o candidato Wilson Lima à proposta do próprio governo, na gestão de José Melo, de indenizar as famílias de 54 presos que morreram na rebelião do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em 1º de janeiro de 2017.

Ao ser questionado sobre propostas para o interior, educação e geração de emprego, Amazonino não apresentou nenhuma e, em lugar disso, relembrou ações desenvolvidas em gestões anteriores, como o terceiro ciclo, a fundação da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e a pavimentação da BR-319 (Manaus/Porto Velho), quando foi governador no início da década de 1990.

Wilson Lima aparece como favorito nas cinco pesquisas eleitorais que foram divulgadas na última semana e com uma larga diferença para Amazonino Mendes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui