Arquidiocese de Manaus libera reuniões presenciais em igrejas católicas

Arquidiocese de Manaus - Foto: Reprodução/Facebook

A Arquidiocese de Manaus liberou, ontem sexta-feira (30), reuniões e atividades de pastorais de modo presencial, movimentos e serviços das paróquias e áreas missionárias da capital do Amazonas. As atividades estavam suspensas desde o início da pandemia na cidade, em março de 2020.

Em carta dirigida às igrejas, o arcebispo da capital, dom Leonardo Steiner, disse que as atividades e encontros podem ser realizados, mas mediante autorização dos padres e dos conselhos das comunidades.

Steiner também alertou que é preciso manter os cuidados com a saúde dos fiéis. Portanto, celebrações, procissões e manifestações que reúnam grande número de pessoas precisam ser estudadas tanto pelas paróquias, como pela Arquidiocese.

Já as missas presenciais, que foram suspensas durante as duas ondas da pandemia da Covid-19 e voltaram a ser permitidas em março, seguem com apenas 30% de capacidade, sendo obrigatório o distanciamento social entre os fiéis, uso da máscara e do álcool em gel.

Por fim, o arcebispo também agradeceu as comunidades que seguiram as orientações dadas pela Arquidiocese ao longo da pandemia: “Vivemos momentos difíceis, mas de profunda comunhão. Agradecemos aos que foram presença de solidariedade e de misericórdia. Como Igreja fomos e somos testemunhas do cuidado e do consolo”.

G1/Amazonas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui