Balsa de garimpo ilegal é destruída em Itamarati

Foto: Divulgação

Uma balsa usada para atividades de garimpo ilegal no rio Juruá foi destruída em Itamarati (a 983 quilômetros de Manaus. A ação foi da Polícia Federal (PF) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e contou com o apoio do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e da Polícia Militar.

No âmbito de procedimento instaurado para apurar possível autorização, sem consulta prévia a indígenas, de projetos e atividades de exploração mineral pela Agência Nacional de Mineração (ANM) nas terras indígenas Deni e Kanamari do Médio Juruá, em Itamarati, o Ministério Público Federal (MPF) solicitou, no início de novembro, informações a diversos órgãos sobre medidas adotadas para fiscalização e cessação imediata da atividade irregular de garimpeiros com o uso da embarcação. A requisição foi feita aos órgãos após denúncia do Fórum do Território Médio Juruá ao MPF.

Durante a operação, realizada no dia 17 de novembro, ainda foram apreendidos diversos motores, sistema de comunicação via rádio, rede de internet via satélite, cerca de trinta mil litros de combustível e ferramentas usadas para extração de ouro. A apreensão e destruição de instrumentos pelos órgãos fiscalizadores é prevista pelo Decreto Federal n° 6.514/2008 em casos de crime ambiental.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui