Brasil entre os que ‘amam’ e os que ‘odeiam’ Lula – por Ana Maria Rodrigues

Por ‘ódio’, cuspiram na cara de Lula, comemoraram a morte da sua esposa e Neto e soltaram foguetes quando ele foi preso – foto: arquivo

O Brasil tem se dividido entre os que odeiam Lula (uma patologia que tento entender) e os que o amam.

Sou de uma terceira vertente, a dos que reconhecem os erros e os acertos de Lula e não o enxergam como mito intocável e sim como um estadista com profundo sentimento humano e grande habilidade política.

Acusaram Lula de ter se transformado num bilionário em decorrência de roubos em seus governos. O patrimônio de Lula foi devassado, foi esmiuçado e colocado num microscópio eletrônico.

Polícia Federal, Receita Federal e MPF nada encontraram além do que está registrado em sua declaração de Imposto de Renda, com origem declarada e inquestionável.

Ponto 1

Lula foi preso porque Moro e o TRF-4 assim o quiseram, acusando-o de ser o verdadeiro dono de dois imóveis que nunca foram seus. Um era da construtora OAS e o outro da família Bittar.

Acusaram Lula por uma reforma num triplex, sendo que tal reforma nunca existiu (fotos do imóvel comprovam isso). Acusaram Lula por reformas e melhorias num sítio no qual ele frequentava como convidado da família Bittar.

Todas as benfeitorias feitas no sítio só beneficiaram a família Bittar, que agora o está vendendo…não esquecendo a sentença (ATO DE OFÍCIO INDETERMINADO).

Você sabe por acaso o significado dessa frase??? Lula não enriqueceu. O foco de Lula sempre foi o poder, a sua ambição nunca foi a de acumular apartamento em Paris, malas abarrotadas de dinheiro, milhões de dólares em contas na Suíça e nem fazendas com pistas de pouso para aviões.

Lula foi milionário por dois mandatos políticos em que proporcionou paz política, crescimento econômico e inclusão social no país que tanto ama. Ele não entra pela porta dos fundos nos encontros com estadistas pelo mundo afora.

Lula é recebido com tapete vermelho, com respeito e reconhecimento. É quase uma unanimidade. Talvez seja odiado por Trump que é um Bolsonaro mais rico, inteligente e poderoso.

Qual foi o legado de Lula para tanto respeito? Tirou milhões de brasileiros da condição de miséria extrema e combateu a FOME como nunca se fez em 500 anos neste país. Defendeu a tecnologia nacional, o desenvolvimento econômico com polos regionais, focou na educação e na cultura, investiu nos programas sociais, respeitou os direitos trabalhistas, proporcionou crescimento para empresas e para o setor financeiro, conciliou na política (em prol do país), não perseguiu adversários, combateu o racismo, a homofobia, a intolerância religiosa, a misoginia e jamais fez discursos de ódio defendendo a morte de seus adversários ideológicos.

Saiu ao final de seu segundo mandato com 87% de aprovação. Um recorde nunca batido no Brasil. Fica difícil entender o ódio impregnado nos corações e mentes de brasileiros que tiveram uma vida melhor nos anos em que Lula foi presidente.

Foi a conquista da moradia, da saúde preventiva pública, da energia elétrica que chegou em suas casas, a conquista do emprego que gerou renda e botou um prato de comida na mesa, foi o sonho concretizado com o filho se formando numa Universidade Federal e a real conquista da DIGNIDADE.

Muitos que conquistaram tudo isso cuspiram na cara de Lula, comemoraram a morte de sua esposa e depois de seu neto e por fim soltaram foguetes quando de sua injusta prisão.

Nunca consegui entender esse ódio patológico e essa falta de leitura reflexiva sobre uma realidade tão escancarada.

Posso culpar a influência da mídia parcial? Posso.

Mentalidade

Mas ainda culpo a ingratidão, a mentalidade atrasada e a falta de empatia de milhões de brasileiros que nos jogaram numa jornada trágica sob o comando de um clã de milicianos.

Ler e entender o Brasil nunca foi para amadores.

Por: Ana Maria Rodrigues

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui