Brasil vive crise de oferta – por Lucia Camargo Nunes

Chevrolet S10, bem vendida no AM - Foto Chevrolet

Depois de uma leve melhora nas vendas em novembro (6,5% sobre outubro), a Anfavea, que reúne as montadoras, registrou 1,913 milhão de unidades licenciadas de janeiro a novembro e perspectivas de encerrar o ano com alta de 6 a 10% sobre 2020. Este foi um baixo crescimento diante da expectativa inicial, que chegou a 25%.

A crise, ressalta a entidade, é de oferta e não de demanda, por conta da falta de componentes que paralisam as linhas de produção, sobretudo os microchips ou semicondutores.

Onix passou maior parte do ano sem fabricao – Foto: GM

Por causa disso, montadoras possuem em seus pátios muitos veículos incompletos, à espera de componentes eletrônicos. E nas concessionárias, as filas de espera chegam a 6 meses, conforme o modelo.

SUVs e picapes se destacam nas vendas

Entre os segmentos, o ano de 2021 ficará marcado pelo forte crescimento das picapes (aumento de 28,4% sobre 2020) e dos SUVs, que evoluíram 30% nas vendas e possuem 45% de participação de mercado entre os automóveis.

Onix e Onix Plus – vendem bem no AM – Foto: Chevrolet

Neste fenômeno, vemos que no ranking dos dez mais vendidos no ano, a Strada lidera e a Toro é o quinto autoveículo mais emplacado do país. Os SUVs Renegade, Compass e Creta também estão entre os mais vendidos. No Amazonas, os compactos Onix, Gol, Argo, Kwid e HB20 dividem espaço com as picapes Strada, S10 e Hilux entre os mais emplacados no ano até agora.

Onix e HB20 entre os mais vendidos no AM – Foto: Lucia Camargo Nunes

Confira o ranking dos mais vendidos até novembro no Amazonas e no Brasil

Strada recebe câmbio automático

A líder Strada quer mais. Esta semana a Fiat lança a picape com a opção do câmbio automático. Preços e versões só serão conhecidos dia 10, mas para se ter ideia, hoje os valores das versões da Strada com motor 1.3 e cabine dupla vão de R$ 98.990 a R$ 102.990.

Fiat Strada – Foto: Stellantis

Antiga demanda, principalmente depois de sacramentar a versão mais espaçosa de cabine dupla, a caixa CVT será associada ao motor 1.3, assim como no SUV Pulse e poderá ter algum novo ajuste em potência e torque.

Assim, será mais um duro golpe contra a Volkswagen Saveiro, sua única concorrente atualmente. A picape da Fiat tem 80% desse segmento. Até novembro, foram emplacadas 100.041 Stradas versus 24.195 Saveiros.

Nova Fiorino fica mais eficiente

Fiat Fiorino 2022 – Foto: Stellantis

Além de picapes e SUVs, o segmento de furgões apresentou alta de 27,8% nas vendas este ano. Com crescimento do e-commerce e delivery, esses veículos comerciais tornaram-se bastante valorizados.

A Fiat, para atender à nova legislação de emissões Proconve L7, aproveitou para renovar o furgão Fiorino. O motor Evo 1.4 flex de até 86 cv que foi modificado para ficar mais eficiente, assim como relações de marcha para deixá-lo mais ágil nos percursos dentro da cidade.

Fiat Fiorino – Foto: Stellantis

A frente renovada lembra partes do Uno e por dentro, o acabamento segue tendências da Strada, Mobi e Uno. À venda na única versão Endurance, custa R$ 99.990. Traz de série direção hidráulica, ajuste de altura no banco do motorista, vidros e travas elétricos, ar-condicionado, predisposição para rádio, alarme, faróis de neblina e chave com telecomando.

A Fiorino detém 92% do mercado de furgão pequeno e briga com furgões maiores, que custam quase o dobro.

Evoque volta a ser nacional

Paula Fernandes em evento retorno Evoque – Foto: Land Rover

As primeiras unidades da nova geração do Evoque já estão saindo da linha de produção da Land Rover de Itatiaia (RJ). Além do Evoque, essa planta ainda é responsável pela fabricação do Discovery Sport.

O Evoque nacional é montado sobre a mesma plataforma da versão importada e passa a oferecer duas versões com motor flex turbo 2.0 de 250 cv. Elas contam ainda com novo design de rodas, teto solar panorâmico, sistema de som Meridian e novo sistema de infoentretenimento Pivo Pro.

Range Rover Evoque fabricado no Rio – Foto: Land Rover

O novo Range Rover Evoque chega este mês às lojas na versão SE custando R$ 377.950 e R-Dynamic HSE, a R$ 407.950.

Lucia Camargo Nunes é economista e jornalista especializada no setor automotivo. E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui