Cacique Produções realiza 1ª edição do Festival de Teatro de Rua do Amazonas

Foto: Divulgação

Manaus – A Cacique Produções realizará nesta semana, de 26 a 29 de agosto, no município de Itacoatiara (distante 270 quilômetros da capital), a primeira edição do Festival de Teatro de Rua do Amazonas (Festruam). O projeto foi contemplado com o Prêmio Encontro das Artes /Lei Aldir Blanc.

Para esta primeira edição, grupos e artistas convidados de Manaus integram a programação do evento, que contará com a realização de espetáculos, além da realização de workshops e oficinas artísticas. Segundo Izabel Rocha, produtora executiva do festival, o principal objetivo do evento é promover a interiorização da cultura.

“O maior percentual de movimentos artísticos e culturais profissionais do Amazonas hoje se concentra na capital. E com o setor teatral não é diferente, considerando ainda que os festivais de teatro que temos hoje no Estado são todos realizados em Manaus. Queremos com a realização do Festruam alcançar novos públicos. Levar teatro até o povo, já que sabemos que grande parcela da população do Estado nunca teve acesso a um espetáculo de teatro”, pontua Izabel.

Foto: Divulgação

Com programação totalmente gratuita, as atividades desta primeira edição foram pensadas levando em consideração decretos governamentais e recomendações dos órgãos de saúde quanto às medidas de prevenção contra a Covid-19. “Nossos espetáculos serão apresentados em ambientes abertos, as cadeiras serão dispostas obedecendo o distanciamento social, faremos a aferição de temperatura do público, assim como disponibilizaremos álcool em gel e até mesmo máscaras descartáveis para quem chegar ao local sem o acessório de segurança”, ressalta a produtora.

Programação

Na quinta-feira (26), a Cacompanhia de Artes Cênicas fará a abertura do evento com  a apresentação do espetáculo “O Palhaço de La Mancha”, às 17h, na Orla de Itacoatiara. A obra tem classificação indicativa livre para todos os públicos. Já na sexta-feira (27), também às 17h, na Estação Óscar Ramos, quem se apresenta é a Cia de Atores Escalafobéticos com a peça “Bumboso – A história de um boizinho festeiro”, um espetáculo de bonecos, direcionado ao público infantojuvenil.

No sábado (28) é a vez da Cia Trilhares e o espetáculo “Shakespeare para o seu tamanho”, que será apresentado na Praça do Mirante às 17h. A peça apresenta uma releitura de um clássico do dramaturgo inglês, com foco no público infantojuvenil. Fechando a programação, no domingo (29) a Cia de Atores Escalafobéticos retorna à cena com “Miss Pé Rexé”, uma comédia não recomendada para menores de 12 anos. O espetáculo será apresentado na Orla de Itacoatiara.

Foto: Divulgação

Oficinas e Workshops

Os artistas dos grupos e companhias convidados oferecerão ainda atividades acadêmicas que completam a programação da primeira edição do evento. Todas as atividades são gratuitas e contarão com a entrega de certificados aos participantes.
Na quinta (26), às 9h, acontece o workshop “A comédia e as transformações sociais”, com o ator Eduardo Gomes, na Casa da Cultura, no Centro de Itacoatiara. Já na sexta (27) o palhaço, ator e diretor Jean Palladino coordena a oficina prática de “Iniciação à Palhaçaria”, às 9h, na Estação Óscar Ramos.

No sábado (28), o artista itacoatiarense residente em Manaus, Wallace Abreu, fará um workshop falando sobre sua trajetória artística e a prática do teatro de rua. A atividade está marcada para iniciar às 9h, na Casa da Cultura. E no domingo (29), a atriz, diretora e professora de teatro Ananda Guimarães realizará uma oficina prática de “Jogos Teatrais”, também às 9h, na Estação Óscar Ramos.

Homenagem

O Festival de Teatro de Rua do Amazonas homenageia a atriz, palhaça e diretora de teatro Selma Bustamante com a criação do Prêmio Kandura. Nesta primeira edição, o prêmio será concedido a todos os grupos e companhias convidados.

Selma Bustamante era natural de São Paulo, mas dedicou os últimos 23 anos de vida ao fazer artístico em Manaus, onde foi peça-chave nos movimentos de luta pelo fortalecimento do setor teatral. Foi uma das maiores incentivadoras das práticas da palhaçaria e do teatro de rua no Estado. A artista faleceu em 2019, vítima de um câncer.

“Não podíamos deixar a Selma fora disso tudo. Ela foi muito importante para chegar onde chegamos, e certamente se estivesse viva, ela estaria com um espetáculo nessa programação. A criação do Prêmio Kandura é então uma forma de agradecer por toda sua contribuição e também uma maneira de deixar sua memória viva entre nós”, finaliza Izabel.

O primeiro Festival de Teatro de Rua do Amazonas é uma realização da Cacique Produções e conta com apoio da Prefeitura de Itacoatiara/ Secretaria de Cultura, Turismo e Eventos; Governo do Amazonas /Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa;  e Governo Federal/Ministério do Turismo/Secretaria Especial da Cultura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui