Câmaras Municipais do AM receberão orientações sobre leis ambientais

Paulo Radin(Ccoti) e William Resende(IBAM), tratam sobre orientações/Foto: Divulgação

Uma nova frente de atendimento aos municípios do interior, está sendo organizada pelo Centro de Cooperação Técnica do Interior (CCoti), da Assembleia Legislativa do Amazonas que, em parceria com o Instituto Brasileiro de Administração Municipal (Ibam), vai levar aos vereadores dos 62 municípios amazonenses, apoio e orientação para promover a atualização das leis ambientais municipais.
A agenda dessa iniciativa começou a ser traçada na manhã de ontem, segunda-feira (22) pelo diretor do CCoti, Paulo Radin, em reunião com o analista socioambiental do Ibam, William Resende, conhecido como “Bill”. Os primeiros municípios a serem atendidos serão Humaitá (a 590 quilômetros de Manaus) e Tefé (a 523 quilômetros de Manaus), entre os meses de março e maio.

Segundo William Resende, representante do Ibam, a parceria visa aproveitar a estrutura do Poder Legislativo e seu alcance nas câmaras municipais do interior para realizar os encontros e juntos discutir alternativas técnicas e econômicas de enfrentamento ao desmatamento e outros problemas que afetam o clima. “O instituto realiza financiamento por meio BNDES com recursos do Fundo da Amazônia, para ajudar os municípios no enfrentamento do desmatamento”, informou Resende.

Temas variados

O diretor do CCoti, Paulo Radin, destacou a orientação do presidente da Assembleia, deputado Josué Neto (PSD), no sentido de abrir um leque de oportunidades para os parlamentares do interior. Segundo o dirigente, o CCoti é um órgão do Poder Legislativo que auxilia os vereadores do interior naquilo que for pertinente no exercício do mandato. “A oportunidade está aberta para outros temas”, frisou.

Radin destaca que é preciso desmistificar a ideia de que o CCoti seja focado somente para revisão de leis orgânicas e regimentos internos. “Estamos aqui para auxiliar os vereadores de temas que vão da agenda do meio ambiente, da saúde, defesa do consumidor e outros que se fizer necessário”, mencionou.

Paulo Radin disse que os encontros que a Assembleia irá fazer em parceria com o Ibam são de suma importância “pois estão em debate questões relativas a políticas socioambientais, não só na região, mas em todo o mundo, e não tem ninguém no planeta que entenda mais de preservação da natureza do que os ribeirinhos que vivem aqui e conhecem como ninguém como funciona a natureza”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui