Comitê anticorrupção encaminha ao MPE denúncia contra gestores de Manaus

Foto: Reprodução

O Comitê Amazonas de Combate à Corrupção encaminhou, nesta segunda-feira, 04, denúncia ao procurador-geral de justiça do Ministério Público do Amazonas sobre inutilidade do Terminal de Ônibus – T 06, que foi inaugurado em dezembro de 202O, mas continua sem uso pelos passageiros, depois de um anos e três meses. O Comitê solicita providências administrativas e judiciais cabíveis contra o ex-gestor e o atual administrador de Manaus.

Foto: Reprodução

O Comitê recebeu denúncia com fotos sobre a obra do terminal de ônibus – o T6, localizado no cruzamento das avenidas Governador José Lindoso (conhecida como Avenida das Torres) e Comendador José Cruz, no bairro Lago Azul, que foi finalizada e inaugurada pelo Poder Executivo de Manaus, no dia 26 de dezembro de 2020, conforme página do site da Prefeitura de Manaus (https://www.manaus.am.gov.br/noticia/em-sabado-voltado-a-mobilidade-humana-prefeito-inaugura-t6-e-duas-estacoes-de-transferencia/, mas até o dia 03 de abril de 2022, um ano e três meses após a inauguração, o terminal 6 continua sem uso pela população e sem qualquer utilidade pelas empresas de transporte coletivo, configurando-se assim no desperdício do dinheiro público.

Foto: Reprodução

Segundo o Comitê, tal situação “agride” o princípio constitucional da eficácia da Administração Público, um dos pilares da Carta Maior que norteia a boa gestão do erário e obriga o oferecimento de serviços estatais necessários e de qualidade.

No final do documento, com amparo no artigo 5º e no artigo 37 da Constituição de 1988, o Comitê solicita providências cabíveis contra o ex-gestor de Manaus e o atual prefeito, dentro das possíveis irregularidades.

Manaus, 04 de abril de 2022.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui