Conforme denúncia, prefeito de Nova Olinda participa de cartel

Foto: Reprodução

Moradores de Nova Olinda do Norte (a 138 quilômetros de Manaus) estão revoltados com o descaso por parte do prefeito Adenilson Reis. De acordo com os populares, o gestor participa de cartel e o fato já está sob investigação do Ministério Público do Amazonas (MPAM).

Em denúncia, os moradores afirmam que ao longo de seus mandatos, Adenilson fechou contratos com apenas uma empresa para o fornecimento de combustíveis ao município. Ou seja, apenas um empreendimento saiu vencedor em todos os processos licitatórios.

“Todos esses contratos são com ‘laranjas’ e possuem valores milionários. Outro fato que chama bastante atenção é que os documentos foram firmados. Plena pandemia de covid-19, quando todos os órgão estavam com atividades suspensas. É um absurdo todo esse saqueamento dos cofres”, disse um morador ao Correio da Amazônia.

Conforme a denúncia, o prefeito direciona as licitações para empresas que tem ligação com membros da administração pública municipal. Uma das empresas favorecida é a Auto Posto Santo Antônio Ltda – ME. Para os moradores, Adenilson tem participação direta no lucro desta empresa.

A “parceria” entre a prefeitura e o empreendimento já aconteceu nos anos 2011/2012 e 2017/2021 (sempre nos mandatos de Adenilson). Para os moradores, o prefeito é a base da pirâmide das possíveis falcatruas.

“Há muitos atos ilícitos que vem causando prejuízos a sociedade local, pois a prática se estende a várias empresas supostamente ligadas ao prefeito que está no topo desta cadeia e sangram os cofres da prefeitura com notas fiscais frias. Além disso, houve um exponencial crescimento patrimonial do prefeito, que supostamente se utiliza de empresas ‘laranjas’ para ganhar as licitações com cartas marcadas e inibindo outras empresas que queiram participar das licitações”, completou o morador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui