Corre-corre da campanha eleitoral começou mais cedo

A lei eleitoral está mais flexível, atualmente/Foto: Divulgação

Falta pouco mais de um ano para as eleições municipais. Porém, a corrida pelos cargos de vereador e de prefeito de Manaus já começou. Está cada vez mais comum encontrar um possível candidato indo até a periferia da cidade para conversar com o povo ou relatando todos os seus passos nas redes sociais.

Para o cientista político Carlos Santiago, a falta de credibilidade tem motivado a antecipação de possíveis candidatos. “O descrédito de gente nova contribuiu para que alguns políticos começassem os seus trabalhos mais cedo, seja para quem pretende disputar a vereança ou até mesmo o cargo majoritário de prefeito de Manaus”, avaliou. “O desgaste dos atuais gestores e também dos representantes nas câmaras fez com que abrisse esse leque enorme de prováveis candidatos”, acrescentou.

Ainda de acordo com o especialista, a movimentação de nomes ao pleito está cada vez mais forte na internet. “A forma de chegar e convencer o eleitor é mais forte, além disso existe a facilidade da comunicação”, enfatizou.

Mais flexibilidade

A lei eleitoral está mais flexível, atualmente. Ou seja, os possíveis candidatos e partidos têm autorização para participarem de programas na web, rádio e TV, debater ideias, discutir propostas, realizar seminários, reuniões, simpósios e demais eventos.

“A única coisa que não é permitida neste momento é o pedido explícito de voto. Quanto às demais movimentações partidárias não há nenhuma proibição ou punição”, esclareceu Santiago.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui