Crianças indígenas morrem após adoecerem em porto de Atalaia do Norte

Foto: Divulgação/Cimi Regional Norte I

Seis crianças indígenas morreram entre os meses de dezembro de 2019 e janeiro deste ano no município de Atalaia do Norte, no interior do Amazonas. De acordo com o Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) do Vale do Javari, a suspeita é de que as mortes tenham relação com o consumo de água contaminada.

Parte das vítimas pertence à etnia kanamary, que moravam em aldeias situadas no Rio Itacoaí. Elas estavam morando com as famílias em pequenas embarcações no porto de Atalaia do Norte, onde outros grupos aguardam para receber benefícios sociais e, assim, retornar às aldeias.

Ainda segundo o DSEI do Vale do Javari, duas crianças ainda foram levadas para uma unidade de pronto atendimento na cidade de Tabatinga, mas não resistiram. A secretaria municipal de Saúde de Atalaia do Norte, Jucelia Graça, informou à Rede Amazônica por telefone que uma equipe de saúde atende os índios duas vezes ao dia.

Além disso, funcionários da Defesa Civil e da Secretaria Municipal de Limpeza intensificaram a coleta do lixo acumulado na marge do Rio Javari. A Fundação Nacional do Índio (Funai) passou a disponibilizar água potável para os indígenas na sede do órgão.

Fonte: G1


1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui