Em três dias, os fiscais da CIF realizaram vistorias em 33 estabelecimentos da capital

Foto: Divulgação/SSP-AM

Os fiscais da Central Integrada de Fiscalização (CIF) vistoriaram 33 estabelecimentos entre a noite da sexta-feira (17/09) e a madrugada desta segunda (20/09). Nos três dias de fiscalização, quatro locais foram interditados e 11 foram autuados por violação do decreto estadual, que prevê normas de prevenção contra a Covid-19.

Na sexta-feira, o Pagode da ANB, no bairro Educandos, na zona sul, teve o equipamento de som interditado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) por falta de autorização para eventos com música ao vivo.

Na rua Belo Horizonte, bairro Adrianópolis, zona centro-sul, o Andarilho Bar foi autuado pelos fiscais da Vigilância Sanitária Municipal (Visa Manaus) por funcionar sem licenciamento sanitário. Ainda na zona centro-sul, o bar Sô Santo foi interditado pelos fiscais da Semmas por não possuir autorização de licenciamento ambiental para uso de equipamento sonoro amplificado no local.

Foto: Divulgação/SSP-AM

Uma festa clandestina, denominada “Bar Delas”, que acontecia no Conjunto Barra Bela, no bairro Parque Dez, foi encerrada pelos agentes da CIF. O local foi autuado pela Visa Manaus por não possuir a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) de restaurante e por ter uma banda com mais de três pessoas no palco. Os agentes da Semmas também aplicaram uma autuação no local ao verificar a ausência de Licença Municipal de Operação para uso de equipamento sonoro amplificado no estabelecimento.

Na noite de sábado (18/09), a Mercearia e Bar Cissa, no conjunto Ouro Verde, no bairro Coroado, na zona leste, e a Praça do Armando Mendes, foram autuados por promover aglomeração. O Sarará Belo Bar e Petiscaria, localizado na rua Rosarino, no bairro São José, foi fechado pela CIF e orientado quanto ao distanciamento das mesas.

Foto: Divulgação/SSP-AM

No domingo (19/09), na zona oeste, o estabelecimento Almirante Hall foi fechado por não possuir as documentações exigidas para o funcionamento. Além desta irregularidade, os fiscais constataram a presença de mais de três componentes de uma banda no palco.

O Alambique Bar, localizado na avenida do Turismo, foi fechado por descumprir a interdição, medida aplicada na noite da última sexta-feira. O responsável pelo local foi encaminhado ao 19° Distrito Integrado de Polícia (DIP). Na mesma avenida, o Forró do Velho Inácio foi autuado pela Visa Manaus por não manter o distanciamento entre as mesas.

Foto: Divulgação/SSP-AM

CIF fluvial – Durante as fiscalizações em flutuantes, realizadas na tarde de domingo, os agentes interditaram o Flutuante do Leão. De acordo com as informações do relatório da CIF, o local não possuía licença para funcionar.

Ação integrada  – Coordenada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), a CIF está focada no cumprimento das regras de prevenção da Covid-19, desde junho de 2020, quando o comércio da capital amazonense começou seu processo de reabertura gradual após o isolamento imposto para contenção de casos. Seguindo determinação do secretário de Segurança Pública, general Mansur, a CIF teve suas ações ampliadas.

Foto: Divulgação/SSP-AM

A CIF conta com apoio das polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, agentes do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Vigilância Sanitária Municipal (Visa Manaus), Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) e Instituto Estadual de Defesa do Consumidor (Procon-AM).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui