Embaixador norte-coreano deixa Malásia após ser expulso

Diplomata rejeitou se desculpar após críticas às autoridades/Foto: Divulgação

O embaixador da Coreia do Norte na Malásia, Kang Chol, saiu do país nesta segunda-feira (6) após receber uma ordem de expulsão por suas diversas críticas à investigação sobre a morte de Kim Jong-nam, irmão do líder norte-coreano, Kim Jong-un.

“A Malásia está danificando gravemente as relações bilaterais que mantivemos durante mais de 40 anos”, afirmou Chol na porta do terminal de embarque do aeroporto, segundo a “Channel News Ásia”.

A ordem de expulsão foi emitida depois que o diplomata rejeitou se desculpar por suas críticas constantes às autoridades locais, responsáveis pela investigação da morte de Jong-nam, assassinado no aeroporto de Kuala Lumpur, no dia 13 de fevereiro.

Diplomata rejeitou se desculpar após críticas às autoridades/Foto: Divulgação

O diplomata qualificou de “parciais” as ações tomadas durante a análise do caso. Pyongyan sustenta que a morte teria sido causada por um ataque cardiáco e acusou as autoridades malaias de conspirar com seus inimigos.

No entanto, o norte-coreano foi morto com um agente XV, considerado uma arma química, por duas mulheres, que estão detidas. As autoridades ainda buscam por quatro norte-coreanos acusados de planejarem o ataque.

Fonte: Notícias ao Minuto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui