Entre socos, chutes e doces: conheça a história de Caio César, astro do Rei da Selva 8

O nome do microempreendimento é Ateliê Doce Felicidade/Foto: Divulgação

O Rei da Selva 8, evento de MMA que acontece dia 26 de novembro no Centro de Convenções do Manaus Plaza Shopping, está repleto de histórias de superação no esporte. Uma delas é a do paraense Caio César Araújo Barbosa, de 25 anos, que vai enfrentar Ramon Costa (Nonato Muay Thai) em combate válido pelo peso médio (até 84 kg).
Nascido em Belém, Caio “Parangolé”, como é mais conhecido no mundo das lutas, chegou a Manaus com 20 anos em busca de uma oportunidade de emprego e uma vida melhor. Atuou como ajudante de pedreiro e passou muitas dificuldades financeiras, com dias de pouca comida no prato e muitas noites em claro. Quando tudo parecia estar perdido, conheceu o mestre Sinho Oliveira (líder do Império CT), que lhe apresentou o muay thai.

“O Sinho é muito mais que um mestre, é um pai. Tudo que sei devo a ele, pois o mestre desiste de nenhum atleta”, conta Parangolé, emocionado.

O nome do microempreendimento é Ateliê Doce Felicidade/Foto: Divulgação
O nome do microempreendimento é Ateliê Doce Felicidade/Foto: Divulgação

Em tempos de crise econômica, viver do esporte é tarefa somente para os fortes e abnegados. E foi em casa, com apoio da namorada Cláudia Cordeiro, que Caio arranjou uma solução criativa para continuar treinando em alto rendimento: a fabricação e venda de bolos de pote e doces. O nome do microempreendimento é Ateliê Doce Felicidade (Whatsapp 98103-9519).

Além de trocar socos e chutes nos treinamentos e nos eventos de MMA e muay thai, Caio é figura bastante conhecida nos bastidores da luta. Ele monta seu stand e vende seus produtos nos dias de campeonatos das mais diversas artes marciais, sempre distribuindo sorrisos e a simpatia que lhe é peculiar.

“Viver da luta é muito difícil, mas é meu sonho e não vou desistir. Minha rotina se divide entre os treinos de muay thai, luta livre, preparação física e a venda de bolos de pote e outros doces”, conta o gigante do Império Centro de Treinamento.

O Rei da Selva 8 acontece dia 26 de novembro.
O Rei da Selva 8 acontece dia 26 de novembro.

A luta por patrocínio é tão árdua quanto derrubar os adversários nos octógonos. Aos que planejam apoiá-lo, Caio oferece como contrapartida a imagem de uma atleta exemplar e trabalhador.

“Busco patrocínio de alimentação, suplementos, equipamentos, enfim, qualquer ajuda será sempre bem-vinda. Entendo que com essa crise o dinheiro está curto, e faço um apelo para que os empresários ajudem os atletas. A vida de um lutador não é nada fácil, somos movidos por um sonho, e a nossa maior batalha está em vencer as dificuldades financeiras do dia a dia”, desabafa.

E o Rei da Selva 8, Caio?

Faltando pouco mais de uma semana para o Rei da Selva 8, a preparação segue de forma intensa. O adversário Ramon Costa tem alto nível e exige o máximo de treinamentos na parte de cima e também na luta de solo.

“Treino todos os dias de domingo a domingo, sempre sonhei em lutar o Rei da Selva e estou dando o meu máximo para fazer a selva tremer, embora não seja fácil fazer bolo durante a perda de peso”, brinca Parangolé, sem perder o bom humor.

Especialista em muay thai, Caio migrou para o MMA este ano. A luta no Rei da Selva 8 será a terceira de sua carreira. No Sherdog, currículo internacional dos atletas, Caio contabiliza uma vitória e uma derrota.

“Vou buscar essa vitória, pois quero a oportunidade de disputar o cinturão da categoria no Rei da Selva”, avisa Caio, completando: “Luto pelo meu sonho, e graças a Deus tenho uma equipe muito sólida, somos uma família. Vou subir no cage e vou dar orgulho para meus amigos e familiares” conclui.

Card oficial (atualizado em 9 nov 2016):

Disputa de cinturão linear até 66 kg – Marcos “Marajó” Rodrigues (SD System/Checkmat) x Wagner “Pião” Noronha (Mascarenhas/OCS Monteiro)

Até 77 kg – Victor Neves (Osvado Alves/Team Cardoso) x Railson Brandão (The Pride)

Até 66 kg – Marcelino Cavalcante (CT Brunocilla) x Helderson Filhão (EnerGym/Nova União)

Até 77 kg – Moisés Costa (SD System/Checkmat) x Anderson King (Amazon Union Fight/CT Brunocilla)

Até 57 kg – Luiz Guerreiro (MPBJJ/Nova União/Império CT) x Rubem Souza (Nonato Muay Thai/Team Cardoso)

Até 52 kg – Joice Mara da Silva (JMT/CT Manaus Fight) x Joicy Tabosa (Nonato Muay Thai)

Até 66 kg – Sidney Lima (Team Sotton/Team Cardoso) x Fernando Barros (EnerGym/Nova União)

Até 66 kg – Anderson “Choque” Santos (SD System/Checkmat) x Kenny Aguilar (Naldo Tigre Team/CT Daniel Freitas)

Até 84 kg – Caio César “Parangolé” (Império CT) x Ramon Costa (Nonato Muay Thai)

Até 66 kg – Samuel “Kveira” Silva (SD System/Checkmat) x Thales Morais (Ducks Team)

GP do peso palha (até 52 kg) masculino:

Matheus da Silva Severino (Equipe Vermelho Fight/Juruti-PA)

Rogério Sousa Lima (Pesadão/Rio Preto da Eva-AM)

Diego Barroso (DR Team/Rabello/Manaus-AM)

Weslen Augusto (The Pride/Manaus-AM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui