Estrutura profissional na manifestação pro família Bolsonaro. Quem paga a conta?

Esquema profissional e material nas manifestações, para dar ideia de volume nas ruas e Avenidas – Foto: divulgação

A pergunta que não quer calar: quem paga a conta do esquema profissional, da infraestrutura e dos materiais das manifestações em apoio ao governo de extrema-direita e à família de Jair Bolsonaro?

A manifestação de apoio ao governo de Jair Bolsonaro, neste domingo, na Praia de Copacabana, teve cinco carros de som e um guindaste, informa a revista Época, que ainda destaca: teve também um pó amarelo, lançado no ar.

Em Manaus, diversos cavalos de carretas (caminhões), foram colocados em pontos estratégicos, perto de um gigantesco trio-elétrico e, por onde caminham centenas de famílias que rotineiramente visitam o local nos finais semana. Não chegou a 2 mil pessoas na manifestação de apoio.

Em Belém, grandes bandeiras verdes e amarelas, também foram erguidas para dar a sensação de volume e aumentar a impressão da quantidade de gente, aponta a revista.

Em Brasília-DF, de grande só o boneco gigante do Super-Homem (detalhe) ele é dos Estados Unidos – foto: divulgação

Em Brasília, os ‘organizadores’ calcularam 10 mil na Esplanada dos Ministérios. Imagens colhidas por helicóptero no auge da manifestação, davam mostra de que os apoiadores não atenderam ao chamado da organização milionária do evento.

Enquanto isso, a Fórum noticia que na manhã deste domingo (26), leitores procuraram a redação para denunciar a existência de um esquema para tentar maquiar o fracasso das manifestações favoráveis ao governo de Jair Bolsonaro.

Brasil 247


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui