Fundador da FDN, será solto após justiça aceitar habeas corpos

Foto: Divulgação

MANAUS – O desembargador do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), Sabino da Silva Marques, determinou a soltura do preso Gelson Lima Carnaúba, no caso do massacre no Compaj ocorrido em janeiro de 2017.

A decisão atende pedido de habeas corpus impetrado pela defesa de Carnaúba por conta de suposto excesso de prazo.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui