FVS-AM realiza testagem em professores e servidores das escolas particulares de Manaus

Foto: Herick Pereira/Secom

Agentes da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) e da Secretaria de Estado de Educação e Desporto deram continuidade, nesta segunda-feira (12/04), à testagem de professores e servidores das escolas particulares de Manaus. A ação do Governo do Amazonas tem como objetivo monitorar e evitar a proliferação da Covid-19 no ambiente escolar, de forma a garantir a continuidade do ano letivo de maneira segura.

As testagens tiveram início no último dia 31 de março e seguem sem prazo de conclusão. De acordo com a enfermeira e representante da FVS, Evelyn César, a meta é que a ação só seja finalizada após todas as escolas particulares da capital terem realizado os testes.

“Essa ação de testagem busca o rastreio, realmente, de todos os casos dentro das instituições escolares. A gente tem observado todos os profissionais da educação, não só os professores, então a gente tem os agentes administrativos. Todo mundo que atua dentro da escola recebendo essa realização do teste a gente consegue identificar de forma precoce quem possa estar com o vírus”, explica a especialista.

Foto: Herick Pereira/Secom

Estão sendo disponibilizados testes do tipo RT-PCR, que detectam se o vírus se encontra ativo (em fase de transmissão) no organismo dos docentes, zeladores, administradores e demais funcionários das instituições de ensino. Até a última sexta-feira (09/04) haviam sido realizados 466 testes em 13 escolas. Deste número, apenas três testaram positivo para a doença e já estão em isolamento.

“Na investigação, no rastreio que nós realizamos posteriormente, foi possível observar que eram contatos de casos suspeitos positivos em domicílio, então a infecção pode não ter acontecido no ambiente escolar. Assim, a gente conseguiu reduzir essa cadeia de transmissão”, explica Evelyn.

Foto: Herick Pereira/Secom

Escola – Na manhã desta segunda-feira, equipes da FVS se dirigiram ao Colégio Dom Bosco, localizado na avenida Epaminondas, Centro de Manaus. No local, foram realizados 74 testes. Os resultados devem ser obtidos em até 48 horas.

A docente Thais Maquiné aproveitou a oportunidade para realizar o exame. Professora da disciplina de Ciência para o Ensino Fundamental, ela destaca que a ação traz mais segurança para os profissionais nesse retorno gradual às atividades presenciais.

“Extremamente (seguro), porque a gente vai ter mais um controle pra poder trabalhar com mais tranquilidade”, disse enfatizando ainda ter sido a primeira vez em que realizou o exame pelo método RT-PCR. “Primeira vez esse do cotonete. Desconfortável, mas tranquilo. A gente precisa ter esse controle, sim”, afirma.

Para o diretor da instituição, o padre Slawomir Drapiewski, a testagem em massa dos funcionários da escola é uma forma de passar segurança para toda a comunidade escolar. “Quando nós podemos ver se realmente nós estamos com saúde, isso tranquiliza nossos corações. E no colégio Dom Bosco estamos tentando, cada vez mais, passar essa segurança para nossas crianças, nossos pais, nossas famílias”, diz o diretor.

Agendamento – Até o momento, 89 escolas de ensino infantil, superior e médio da rede privada de ensino já realizaram o agendamento para a realização dos testes. A expectativa é de que, para esse montante, sejam realizados cerca de 3.100 testes. Os agendamentos são feitos pela FVS em alinhamento com o Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino Privado do Amazonas (Sinepe-AM), responsável por repassar as solicitações das escolas pelo serviço para o Estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui