Garimpeiros de Humaitá querem a volta do extrativismo mineral

Foto: Reprodução

Neste fim de semana, garimpeiros realizaram um protesto em Humaitá (a 580 quilômetros de Manaus). Eles reivindicavam a volta do extrativismo mineral, interrompido por conta das operações Curuquetê 2 e Verde Brasil 2.

Os garimpos foram lacrados porque os trabalhadores não apresentaram documentação adequada. O protesto aconteceu de maneira isolada pois os garimpeiros não tiveram apoio do Conselho Nacional das Populações Extrativistas do Amazonas (CNS).

Ambas as operações combatem o desmatamento ilegal e as queimadas na Amazônia. Elas também visam o incentivo, a longo prazo, do uso sustentável dos recursos naturais, com ênfase nas áreas críticas de desmatamento e queimadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui