Incêndio em ônibus mata 31 crianças

O ônibus explodiu por volta do meio dia do domingo (18) AFP/STR

O ônibus explodiu por volta do meio dia do domingo (18) AFP/STR
O ônibus explodiu por volta do meio dia do domingo (18)
AFP/STR

 

Trinta e uma crianças morreram morreram e 24 ficaram feridas no incêndio de um ônibus no domingo (18) na localidade de Fundación, no norte da Colômbia.

“No total há 31 crianças mortas e 25 pessoas feridas, sendo 24 crianças e um adulto”, afirmou o diretor de Emergências da Cruz Vermelha, César Urueña.

“O país inteiro está de luto. Está de luto pela morte destas crianças, nesta tragédia que aconteceu”, disse em Fundación o presidente colombiano, Juan Manuel Santos.

A polícia do departamento de Magdalena informou à AFP que o ônibus explodiu por volta do meio-dia e que o trabalho de retirada dos corpos foi difícil, em consequência do estado de carbonização.

“O ônibus pertencia a uma comunidade religiosa e transportava crianças quando explodiu na zona de Fundación. Ficou completamente calcinado”, explicou um oficial da polícia local.

Segundo a imprensa local, as crianças voltavam de uma missa.

O motorista do ônibus foi detido e deve prestar depoimento nesta segunda-feira sobre o acidente.

“O motorista está detido. Ele se entregou às autoridades durante a manhã e deve prestar depoimento durante uma audiência”, afirmou uma fonte policial de Magdalena, departamento do norte da Colômbia onde fica a localidade de Fundación.

“Está detido temporariamente, enquanto determinamos sua responsabilidade”, completou a fonte.

Uma das hipóteses do acidente indica que o motorista colocava gasolina no ônibus a partir de um recipiente com combustível de contrabando no momento da explosão.

A polícia informou que o motorista se entregou depois da divulgação de que a hipótese de culpa do condutor estava sendo investigada. Parentes das vítimas atacaram a casa do suspeito e iniciaram uma busca paralela a das autoridades.

O ônibus, no qual viajavam crianças que haviam comparecido a uma missa no domingo, explodiu ao meio-dia e matou 31 crianças. Vinte e cinco pessoas ficaram feridas, incluindo 24 menores de idade.

Outras versões do acidente apontam para uma falha técnica no veículo, que segundo versões preliminares não havia passado por uma vistoria exigida para a circulação na Colômbia.

As autoridades esperam começar nesta segunda-feira o processo de identificação dos corpos das crianças na cidade de Barranquilla, um trabalho muito difícil, segundo os legistas, em consequência do estado de carbonização dos cadáveres.

AFP


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui