Indústria farmacêutica cresce quase 10% em 2019

Foto: Divulgação

Resultado é o melhor dos últimos cinco anos; vendas no varejo seguem impulsionando o setor

O mercado farmacêutico brasileiro faturou cerca de R$ 215,6 bilhões em vendas em 2019, de acordo com o Estudo de Mercado Institucional da IQVIA, empresa global de consultoria para o mercado de saúde. O período já era esperado com expectativas por empresários de diversas áreas, apesar do histórico baixo dos anos anteriores. No setor farmacêutico, no entanto, a alta foi maior do que o esperado e resultou no melhor desempenho do mercado nos últimos cinco anos.

Com os resultados do estudo, é possível perceber que o varejo cresceu abaixo dos setores institucionais, mas acima da inflação. Segundo Alexandre Santos, diretor associado de Relacionamento com Parceiros Estratégicos da IQVIA, o mercado cresceu quase 10% em 2019, enquanto em anos anteriores apresentou resultados entre 4% e 8%. “Se descontarmos a inflação, 2019 foi o melhor ano dos últimos cinco anos em termos de crescimento real”, afirma.

Para ele, o mercado está passando por mudanças e modernizações para se adequar à nova onda de lançamentos realizados pela indústria de medicamentos. Esses produtos são produzidos em busca da melhora no tratamento de depressão, Alzheimer e doenças raras.

No levantamento realizado pela Sindusfarma, apenas o varejo acumulou R$ 69 bilhões em 2019, o que representa uma alta de 10% nas vendas individuais em relação ao ano anterior. Junto ao faturamento de produtos hospitalares e compras governamentais, os números chegam a R$ 85 bilhões.

Expectativa para 2020

Neste ano, o mercado farmacêutico pretende aumentar a diversidade de produtos oferecidos, como os de higiene, beleza e as linhas infantis. De acordo com pesquisas realizadas no setor, os medicamentos isentos de prescrição médica representam 30% do total vendido em remédios e, assim, eles devem ter sua demanda aumentada.

Além disso, uma das tendências de mercado para 2020 é que as farmácias cresçam como um local agregado de conveniência, principalmente nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Bahia, Santa Catarina e Goiás, que concentram 75% da atividade do setor.

A melhora é positiva para quem faz faculdade de farmácia, já que, com a alta nas vendas e no faturamento, o mercado de trabalho nesta área também cresce. “O farmacêutico volta a ser protagonista no ambiente de saúde e as recentes aprovações de aplicação de vacinas, indicação dos medicamentos isentos de prescrição (MIPs) e acompanhamento do tratamento em busca de maior adesão a eles são movimentos importantes no fortalecimento da profissão”, diz Santos.

1 COMENTÁRIO

  1. […] A melhora é positiva para quem faz faculdade de farmácia, já que, com a alta nas vendas e no faturamento, o mercado de trabalho nesta área também cresce. “O farmacêutico volta a ser protagonista no ambiente de saúde e as recentes aprovações de aplicação de vacinas, indicação dos medicamentos isentos de prescrição (MIPs) e acompanhamento do tratamento em busca de maior adesão a eles são movimentos importantes no fortalecimento da profissão”, diz Santos.https://correiodaamazonia.com/industria-farmaceutica-cresce-quase-10-em-2019/ […]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui